PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio: comissão de ética abre processo ético contra Romildo Bolzan

Lucas Uebel/Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

20/05/2022 18h49

A Comissão de Ética do Conselho Deliberativo do Grêmio instaurou, hoje (20), procedimento ético-disciplinar para apurar a conduta de Romildo Bolzan Jr., presidente do clube. A medida ocorre após pedido de torcedores, que citaram encontro do dirigente com filiados do PDT (Partido Democrático Trabalhista) nas dependências da Arena do Grêmio.

Bolzan deverá apresentar posicionamento nos próximos dias. A apuração analisa possíveis infrações ao estatuto gremista, que proíbe temas políticos partidários no clube.

Quinze torcedores do Grêmio enviaram pedido de abertura de procedimento, entre os dias 5 e 10 de maio. O caso se baseia em postagens de redes sociais de terceiros, que registraram encontro com Romildo Bolzan Jr em sala no interior da Arena do Grêmio.

A legenda de uma das fotos cita a relação dos presentes com o PDT, que chegou a convidar o presidente gremista a se candidatar a governador do Rio Grande do Sul.

Na semana passada, Romildo Bolzan Jr. convocou entrevista coletiva e descartou a candidatura ao Palácio Piratini e também falou sobre reuniões nas dependências do clube.

"Tenho pauta e agenda aberta a quem pede. Recebi prefeitos de vários partidos, gente de todos os partidos. Gente que por ser gremista, independente da posição política, vai lá fazer uma situação e tal. Recebi visita de um prefeito que convidou a transição do Grêmio para inaugurar estádio ao final do ano e colocaram isso como algo político. Eu recebi outras pessoas que podem até ter identificação partidária. E no caso que saiu, por exemplo, das quatro pessoas ali três eram gremistas e queriam conhecer a estrutura do Grêmio. E vou recusar pedido de audiência, de visita? Não, não recusei nunca, de ninguém. Neste momento, passou a ser pauta por isso, por que o cara tem militância política, identidade política. Não é crime, não é. Não vejo problema em receber. Naquela manhã, recebi o vice-prefeito de Porto Alegre e o partido dele é o PL, né? Não há problema. Não é pelo carimbo da pessoa, mas pelo pedido. Fazer disso uma manifestação política, vamos combinar, é absolutamente injusto. Manifestação política é outra coisa", disse Romildo.

A comissão de ética vai pedir esclarecimentos ao dirigente gremista a respeito da reunião e depois entregar recomendação, que pode conter decisão pelo arquivamento do processo ou eventual penalidade, à mesa diretora do Conselho Deliberativo.

O código de ética do Grêmio estabelece seis penalidades - advertência verbal, advertência escrita, suspensão, desligamento, exclusão e cassação de título honorífico.

Romildo Bolzan Jr. está no cargo de presidente do Grêmio desde 2015 e tem mandato até o final deste ano. Em outubro, o clube inicia eleições para renovação de cadeiras no Conselho Deliberativo e eleições presidenciais.

Futebol