PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Presidente do Grêmio encerra dúvidas e descarta concorrer ao Governo do RS

Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, descartou concorrer ao Governo do RS - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, descartou concorrer ao Governo do RS Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

12/05/2022 15h23

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, convocou uma entrevista coletiva, hoje (12), e foi definitivo ao afirmar que não irá concorrer ao Governo do Rio Grande do Sul nas eleições de outubro deste ano. Ainda em sua manifestação, o mandatário disse que errou ao demorar para encerrar este assunto.

"Todo mundo sabe que sou um militante político [Foi vereador e prefeito na cidade de Osório e presidente do PDT], filiado a um partido e não vejo nenhum crime nem desonra nisso. Pelo contrário, estar posicionado politicamente na sociedade é extremamente meritório", disse.

"Para estar no Grêmio em 2014, eu renunciei à presidência do PDT. É o exemplo maior que pode ser dado para tudo isso. A partir daquele momento na minha vida eu tinha e tenho exclusivamente uma missão, que é ser presidente do Grêmio. E pretendo concluí-la", acrescentou.

Bolzan ainda disse que este assunto está encerrado, revelou que foi convidado para concorrer ao Governo, mas recusou.

"Recebi um convite do meu partido, que de uma maneira unanime e uníssona fez o convite para eu concorrer ao Governo do Estado. Como cidadão e militante, fico extremamente orgulhoso. Não tem razão para não ficar. Sou muito grato pelo convite", afirmou.

"Mas, neste momento, disse a eles que não poderia aceitar porque vou cumprir meu mandato no Grêmio. Disse a eles, desde o início, que tinha um grande problema, de que o Grêmio não foi só vitórias e situações de êxito na gestão, mas também tivemos tropeços e que prevalece neste instante é o nosso gremismo. Neste momento o que mais importa é ter noção exata do que temos que recuperar e é o que faremos neste ano", completou citando a passagem pela Série B.

O presidente ainda garantiu que o assunto está encerrado e admitiu falha ao demorar para ser definitivo sobre o tema.

"Aqui faço um mea-culpa de forma sincera e honesta, e acho que devo fazer. Acho que cometi um erro de ter demorado na resposta, deveria ter encerrado este assunto antes. Mas, lamentavelmente, a gente às vezes se equivoca e pagamos o preço. Deixei isso tomar uma proporção que não deveria. Cometi o erro e estou estancando o assunto. Isso é definitivo, é pauta encerrada, ultrapassada, concluída e definitiva. Damos este assunto por absolutamente encerrado", finalizou.

Grêmio