PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2022

Épico: América-MG reage, vence Guaraní nos pênaltis e segue na Libertadores

Wellington Paulista comemora um dos seus gols pelo América-MG contra Guaraní, pela segunda fase da Libertadores - Reprodução/Twitter
Wellington Paulista comemora um dos seus gols pelo América-MG contra Guaraní, pela segunda fase da Libertadores Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/03/2022 21h34

Classificação e Jogos

O que poucos acreditavam, o América-MG alcançou na noite de hoje (2) ao garantir a classificação à terceira fase da Copa Libertadores. Disputando o torneio pela primeira vez na sua história, o Coelho foi heroico no Defensores del Chaco ao vencer, de virada, o Guaraní-PAR por 3 a 2 no tempo regulamentar e conseguir a vaga na próxima fase ao ganhar nos pênaltis por 5 a 4. O time mineiro chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas conseguiu a reação. O goleiro Jaílson foi um dos nomes da partida ao pegar um penalidade.

O time paraguaio, que havia vencido em Belo Horizonte por 1 a 0, abriu 2 a 0 com 15 minutos do primeiro tempo, aproveitando uma atuação muito fraca do América. Com dois de Wellington Paulista e um de Pedrinho, já nos acréscimos da segunda etapa, o Coelho ganhou sobrevida ao levar a decisão para os pênaltis ao garantir o resultado agregado em 3 a 3.

O adversário na terceira fase será o Barcelona de Guayaquil-EQU, que passou pelo Universitario-PER. A classificação na competição continental rende cerca de R$ 3 milhões aos cofres do Alviverde.

Antes de encarar a última etapa antes da fase de grupos da Libertadores, o Coelho volta suas atenções para o Campeonato Mineiro. Faltando três rodadas para o fim da primeira fase, o time está atualmente fora do G4, na quinta colocação, com 14 pontos. A partida diante do Villa Nova será no sábado (5), às 16h30, na Arena Independência.

Os pênaltis

O time da casa começou batendo e converteu suas primeiras quatro cobranças, com Ayala, Ortíz, Benítez e Bareiro. Wellington Paulista e Maidana também anotaram para o Coelho, mas Henrique Almeida exagerou na força e bateu no travessão. Índio Ramirez foi para a bola precisando marcar para manter o América-MG vivo e fez.

Então, goleiro Devis Vázques foi para a batida que podia dar a vaga aos aurinegros, contudo parou na trave. Rodolfo bateu bem e deixou tudo igual, 4 a 4. Nas alternadas, Rodi Ferreira isolou e, na sequência o goleiro do Guaraní-PAR se redimiu e defendeu o chute de Patric.

Jaílson, enfim, apareceu. Fernandez cobrou do lado direito do experiente goleiro, que saltou muito bem e defendeu a penalidade. Everaldo, que entrou e mudou o cenário do confronto, tomou muita distância e bateu forte. A bola ainda tocou no travessão antes de balançar a rede e garantir a classificação do Coelho.

Já nos vestiários, jogadores do América-MG comemoram classificação sobre o Guaraní na Pré-Libertadores - Reprodução/Twitter/AméricaMG - Reprodução/Twitter/AméricaMG
Já nos vestiários, jogadores do América comemoram classificação à terceira fase da Libertadores
Imagem: Reprodução/Twitter/AméricaMG

Quem foi bem: Wellington Paulista e Everaldo

Oportunista, o centroavante do América fez valer sua presença de área e marcou duas vezes, e conduziu o time em campo para buscar a reação. Também converteu sua penalidade. Já Everaldo, que entrou no segundo tempo, se destacou ao participar de um dos gols do camisa 7 e de Pedrinho.

Quem foi mal: Felipe Azevedo

O atacante do time mineiro errou praticamente tudo que tentou na primeira etapa. Logo aos 9 minutos, recebeu o cartão amarelo e, por pouco, não foi expulso aos 30, quando parou ataque rápido da equipe paraguaia pelo lado direito. Deixou o gramado com apenas 41 minutos de bola rolando, para a entrada de Pedrinho.

Atuação do Coelho

O Coelho passou a maior parte do tempo com a bola. Contudo, foi muito apático e parecia não saber o que fazer com ela. A maior posse não refletiu em chances claras na primeira etapa e os aurinegros aproveitaram. A vantagem de 3 a 0 no agregado, conquistada em menos de 15 minutos, fez com a equipe da casa administrasse a partida e se fechasse muito bem na defesa.

Melhor depois do intervalo, o América-MG conseguiu, na base da raça, dois gols com Wellington Paulista. Precisando de um gol e com cerca de 15 minutos, a equipe mineira ensaiou uma pressão e, mesmo com a catimba do adversário, conseguiu a virada épica para levar a decisão para os pênaltis.

Cronologia do jogo

O Guaraní-PAR praticamente não tocou na bola nos 10 primeiros minutos, porém Guillermo Benítez fez fila na defesa do Coelho e só foi parado por Maidana com falta dentro da área. Na cobrança do pênalti, Jaílson acertou o lado, mas Fernando Fernández bateu firme para abrir o placar.

Na sequência, Marcos Cáceres subiu sozinho na cobrança de escanteio de Colmán e ampliou o marcador. O embate ficou bem morno nos minutos seguintes, com os visitantes controlando a posse de bola, mas sem criatividade para ameaçar o goleiro Devis Vasquez.

O Coelho voltou mais ligado na segunda etapa e o gol de Wellington Paulista, aos 13 minutos, deu novo ânimo ao clube no jogo. A bola ficou no bate e rebate dentro da área após cobrança de Patric e Wellington Paulista chegou de carrinho para balançar a rede.

Bem colocado dentro da área, o camisa 7 deixou tudo igual aos 29. Everaldo cruzou e ele subiu firme para cabecear. A partir daí, a equipe brasileira foi para cima, pressionou e conseguiu a virada aos 47 minutos. Everaldo, mais uma vez, cruzou. Pedrinho ficou com a sobra e chutou fraco, mas o goleiro deu rebote. Na segunda oportunidade, ele não perdoou e bateu firme. A bola ainda tocou no travessão e nas costas do arqueiro antes de cruzar a linha.

FICHA TÉCNICA:

GUARANÍ-PAR 2 (4) x 3 (5) AMÉRICA-MG

Data: 02/03/2022, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Defensores del Chaco, em Assunção (PAR)
Árbitro: Facundo Tello (ARG)
Assistentes: Facundo Rodriguez (ARG) e Maximiliano del Yesso (ARG)
Gols: Fernando Fernández, aos 12', e Marcos Cáceres, aos 14' do primeiro tempo (GUA; Wellington Paulista, aos 13' e aos 29', e Pedrinho, aos 47' do segundo tempo (AMG).
Cartões amarelos: Jorge Mendoza, Roberto Fernández, Rodi Ferreira e Rodrigo Fernandez (GUA); Felipe Azevedo, Éder e Maidana (AMG)

GUARANÍ-PAR: Devis Vasquez, Julio Gonzáles, Cáceres, Roberto Fernández e Guillermo Benítez (Rodi Ferreira); Rodrigo Fernández, Mendoza (Ángel Benítez), Walter Ortiz e Colmán (Alejandro Samudio); Marcelo Gonzáles (Brihan Ayala) e Fernando Fernández. Técnico: Fernando Jubero

AMÉRICA-MG: Jailson; Patric (Raúl Cáceres), Iago Maidana, Éder (Everaldo) e Marlon (Rodolfo); Lucas Kal, Juninho e Alê (Índio Ramirez); Felipe Azevedo (Pedrinho), Matheusinho (Henrique Almeida) e Wellington Paulista. Técnico: Marquinhos Santos