PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Camisa rasgada de jovem sul-sudanês ganha espaço em museu do Milan; entenda

Camisa de garoto sul-sudanês ganha espaço em museu do Milan - Reprodução / Instagram
Camisa de garoto sul-sudanês ganha espaço em museu do Milan Imagem: Reprodução / Instagram

Colaboração para o UOL

20/12/2021 17h00

Uma camisa rasgada, empoeirada e esburacada, que pertencia a um garoto morador do Sudão do Sul, ganhou espaço entre as maiores relíquias da história do Milan, ao ser exposta em museu do clube italiano.

O Museo Mondo Milan, localizado na Itália, recebeu a peça em uma exposição dedicada a projetos sociais, segundo o portal especializado Footy Headlines.

Em uma visita ao Sudão do Sul, o fotógrafo dinamarquês Jan Grarup conheceu um jovem morador do país africano. O garoto vestia a tal camisa rasgada — e dezenas de vezes remendada — do clube italiano.

Como relata em postagem feita em sua conta no Instagram, o fotógrafo propôs um "acordo" ao garoto: ele lhe daria uma camiseta nova em troca da peça usada. Jan Grarup diz que o menino ficou "mais do que feliz" ao ouvir a proposta e que provavelmente pensou: "esse cara branco é louco".

A camisa, na opinião do fotógrafo, "representa a arte, a dedicação e o amor". Após obter a peça, ele afirmou que a levaria a leilão e que os ganhos seriam revertidos para a UNICEF, fundação voltada ao socorro de crianças que atua na região.

Em outubro deste ano, a ONU alertava que ao menos 623 mil moradores do Sudão do Sul haviam sido afetadas por inundações que atingiram o nordeste da África. A situação fora ainda mais agravada pela crise de violência que vivia a região.

"Não é segredo que eu sou um grande fã de futebol - eu tenho meus times favoritos em quase todos os países do mundo. Na Itália, é o Milan, e eu amo o Zlatan. Em minha ressentida viagem por áreas inundadas no Sudão do Sul, eu conheci muitas crianças que também amavam futebol - mas elas não tinham onde jogar devido às severas inundações por todo lado. Em um vilarejo chamado Canal, próximo ao Rio Nilo, conheci um garoto especial em sua velha camisa do A.C Milan. Ela estava usada, e ele mesmo havia a remendado diversas vezes. Nós conversamos e fizemos um acordo - eu comprei uma camisa nova para ele e levei a velha comigo. Ele estava mais do que feliz e deve ter pensado que eu era um cara branco louco. Talvez eu seja? mas pra mim sua camisa representa arte, dedicação e amor. Agora a camisa está aqui na Dinamarca, e eu vou enquadrada e colocar em um leilão para dar suporte ao importante trabalho que a UNICEF realiza para as crianças no Sudão do Sul", escreveu Jan Grarup na rede social.

Futebol