PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras e Santos são acionados na Justiça por contratos de Lucas Lima

Lucas Lima em ação pelo Palmeiras - Cesar Grecco
Lucas Lima em ação pelo Palmeiras Imagem: Cesar Grecco

Thiago Braga

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/10/2021 04h00

O fundo de investimentos Doyen entrou na Justiça contra o meia Lucas Lima para que jogador, Palmeiras, Santos e o empresário Edson Khodor, ex-agente do atleta, apresentem contratos envolvendo as partes. Assim, a Doyen pretende cobrar do jogador parcela do salário, luvas e parte da verba advinda de contratos de publicidade compreendidos entre 14 de janeiro de 2014 e 8 de janeiro de 2018, período do vínculo entre a empresa e o jogador que atualmente está emprestado ao Fortaleza.

Na última quinta-feira (21), a juíza Daniela Dejuste De Paula deferiu o pedido da Doyen e as partes terão de apresentar os documentos pedidos pela empresa.

Na ação, a Doyen alega que, por força do contrato assinado entre a empresa, Lucas Lima e a Khodor Soccer, deveria receber 10% sobre a remuneração do meia e 20% dos contratos publicitários do jogador.

Além disso, 20% do valor recebido a título de indenização compensatória, quando houvesse a rescisão do contrato entre Lucas Lima e o clube em que ele estivesse jogando.

"Apesar da relação contratual em questão ter dado profícuos frutos, a autora em nenhum momento viu qualquer rastro pecuniário em sua conta bancária", afirmou a defesa da Doyen na ação.

Segundo a Doyen, o calote pode ter sido provocado pelo fato de a Khodor ter recebido o dinheiro e não repassado, ou Lucas Lima ter optado por não repassar os valores. A Doyen diz que chegou a enviar notificações extrajudiciais às partes, esperando que a Khodor e Lucas Lima oferecessem discriminação precisa dos valores relacionados ao contrato e que esperava que os clubes ajudassem com os vencimentos do atleta.

De acordo com a Doyen, apenas o Palmeiras respondeu. Como não há relação contratual entre as duas partes, o Verdão não apresentou nenhum documento.

Lucas Lima deixou o Santos no fim de 2017 depois que o contrato com a equipe da Baixada se encerrou. A partir de 2018, passou a vestir a camisa do Palmeiras. Neste ano, após perder espaço no elenco alviverde, foi emprestado ao Fortaleza.

Futebol