PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rodallega chega ao Bahia soltando a voz e já recordista: 'em alto nível'

Rodallega marcou quatro vezes e Bahia venceu o Fortaleza no Pituaçu - Jhony Pinho/AGIF
Rodallega marcou quatro vezes e Bahia venceu o Fortaleza no Pituaçu Imagem: Jhony Pinho/AGIF

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió (AL)

11/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Hugo Rodallega entrou para a história após a goleada do Bahia sobre o Fortaleza, na rodada passada do Brasileirão. Desde 2015, nenhum jogador havia marcado quatro gols em um só jogo pelo campeonato. De quebra, o colombiano também se tornou o segundo estrangeiro a balançar a rede tantas vezes em uma só partida, como mostrou o colunista Rodolfo Rodrigues. O primeiro foi o uruguaio Acosta, com o Náutico, em 2007.

Aos 36 anos, com muita bagagem, o jogador do Bahia afirmou, em entrevista ao UOL Esporte, que até imaginava que chegaria na partida para fazer gols, mas não tantos assim.

"Sei que as pessoas têm expectativas nos jogadores novos, e agora estou com uma responsabilidade grande na minha carreira. É uma boa situação individual e preciso continuar trabalhando para jogar bem", disse afirmou o atacante, que volta a campo hoje (11), às 21h, contra o Santos, marcada para acontecer na Vila Belmiro.

Chegar ao Bahia, segundo ele, representa também uma conquista, já que considera o Brasileiro o melhor campeonato da América do Sul. "Temos um projeto muito bom aqui. Quero deixar uma história, uma imagem, e colocar meu nome nesse time. Meu filho tem 12 anos e me vê jogando, fazendo gols, fica contente em me ver na televisão. Isso me dá uma motivação extra. Quero desfrutar desse final da minha carreira ainda em alto nível".

Treinar ou cantar?

Rodallega é cheio de ginga e, nas redes sociais, se faz cantor. Bem-humorado, ele falou que tem uma história muito interligada à música e também à comida, já que passou pela Turquia antes de chegar ao Brasil.

"Na Colômbia, nós temos muita salsa. Gosto muito da música em geral. Mas acho que penso em ser treinador após a carreira, não cantor", brincou.

Rodallega comemora gol do Bahia contra o Fortaleza pelo Brasileirão - Jhony Pinho/AGIF - Jhony Pinho/AGIF
Rodallega comemora gol do Bahia contra o Fortaleza pelo Brasileirão
Imagem: Jhony Pinho/AGIF

Longe de casa

Natural do Valle del Cauca, no oeste da Colômbia, Rodallega acumula grande parte de sua experiência longe do futebol de seu país natal. Revelado pelo Quíndio, ainda em 2003,passou pelo Deportivo Cali em 2005 e, depois, jamais retornou à Colômbia.

Rodallega jogou no México, onde defendeu Necaxa, Atlas e Monterrey, e depois foi atuar no futebol inglês, onde passou sete temporadas defendendo Wigan e Fulham antes de ter uma longa passagem pela Turquia.

Na Inglaterra, Rodallega classificou a passagem pelo país como a melhor da carreira e a Premier League como a melhor do mundo. A liga, neste sábado (11), ganhará ainda mais boas histórias, com o retorno de Cristiano Ronaldo ao Manchester United.

"Passei sete anos na Inglaterra. Foi espetacular, muito bom. Uma vez joguei contra o Manchester City, no estádio deles, e é uma coisa que fica na minha memória porque fiz um gol lá. E, claro, o John Terry, do Chelsea, era o jogador mais difícil de passar. Tinha muita experiência, jogava com muita inteligência. Kompany também foi outro adversário difícil".

Ao longo de sua carreira, Rodallega se notabilizou por atuar tanto como centroavante, mas também como jogador de velocidade pelos lados do campo, preferencialmente na esquerda. Com o passar do tempo, foi designado por seus treinadores para atuar dentro da área, como camisa 9.

O clube pelo qual mais marcou gols em sua carreira foi o Akhisar, pelo Campeonato Turco e pela Taça da Turquia. Em 37 jogos disputados, o colombiano marcou 21 gols, uma média de 0,57 por partida.

"Na Turquia, comi muitas coisas diferentes, coisas que eu não achava que existiam. Há muita variedade. É a comida mais exótica que já vi", afirmou.

Futebol