PUBLICIDADE
Topo

Futebol

FIFPRO tenta plano para evacuar atletas de futebol do Afeganistão

Shabnam Mobarez pediu ajuda à Fifa para salvar jogadoras da seleção do Afeganistão - Reprodução
Shabnam Mobarez pediu ajuda à Fifa para salvar jogadoras da seleção do Afeganistão Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/08/2021 17h58Atualizada em 22/08/2021 10h43

A Associação Internacional de Atletas, a FIFPro, está em contato com governantes de diversos países com objetivo de evacuar jogadores de futebol que vivem no Afeganistão e estão correndo risco após o Taleban tomar o poder no país.

"Como ativistas, estamos muito preocupados com os atletas que, por muitos anos, foram defensores francos da melhoria dos direitos humanos no país", disse a Associação em publicação. "Nos últimos dias, a FIFPRO esteve em contato com os governos para estabelecer um plano de evacuação para atletas em risco. O ponto central desse esforço de resgate é o objetivo de levar o maior número possível de pessoas à segurança", completou.

Na última semana, duas situações envolvendo jogadores de futebol preocuparam a Associação. O atleta Zaki Anwari, da seleção de base do Afeganistão, morreu após se agarrar em um avião dos Estados Unidos que saia de Cabul, capital do país. Ele acabou se desprendendo da aeronave e morreu, assim como dezenas de pessoas que fizeram o mesmo.

"Estamos a trabalhar com o FIFpro", explicou Fatma Samoura, secretária-geral da FIFA, citando que ainda falta avaliar "o número de jogadoras e jogadores" interessados em sair. O processo de retirada de futebolistas do Afeganistão "já foi feito no passado e pode ser novamente refeito", acrescentou a dirigente.

A capitã da seleção feminina do Afeganistão, Shabnam Mobarez, fez um apelo para que Fifa ajudasse jogadoras que ainda vivem no país e agora sentem medo que o grupo extremista as procurarem.

"Precisamos agir para salvar minhas colegas de time. Elas são minhas irmãs.", disse a capitã em publicação no Twitter.

De acordo com a BBC, a Fifa está trabalhando em conjunto com governantes de outros países buscando uma forma de resgatar as jogadoras em risco.

Futebol