PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vai ter pênaltis? Argentina e Colômbia se preparam para duelo emocionante

Argentina e Colômbia jogam hoje (6), no Mané Garrincha, em Brasília - Heber Gomes/AGIF
Argentina e Colômbia jogam hoje (6), no Mané Garrincha, em Brasília Imagem: Heber Gomes/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Brasília (DF)

06/07/2021 12h00

Classificação e Jogos

Com emoção ou sem emoção? Argentina e Colômbia se preparam para a primeira opção. Antes do jogo que vale vaga na final da Copa América, marcado para hoje (6), às 22h (de Brasília), no Mané Garrincha, as duas equipes trabalharam cobranças de pênalti antevendo a chance de um empate levar a classificação para esta instância.

Os colombianos já passaram por isso. Nas quartas de final, depois de um 0 a 0 contra o Uruguai, foram as duas defesas de Ospina combinadas com 100% de aproveitamento nas batidas que levaram os comandados de Reinaldo Rueda adiante. E ele admitiu que trabalha cobranças todos os dias, com os jogadores já desgastados, no fim dos treinamentos.

A estratégia mira simular o que ocorre nos jogos, já que quando chega o momento das cobranças os jogadores carregam a exaustão de uma partida inteira.

"É algo que trabalhamos todos os dias, no fim dos treinamentos, com os jogadores já desgastados. Precisa de uma capacidade mental muito boa, mas também damos atenção a isso com o rigor que necessita, pois sabemos que muitas vezes será assim que se definirá uma classificação", afirmou Rueda.

Scaloni manteve tom semelhante. Ainda que a Argentina não tenha precisado "sofrer" com as cobranças de pênaltis até agora, pois avançou nas quartas fazendo 3 a 0 no Equador, foi um quesito que ganhou atenção nos dias que antecederam o duelo semifinal.

"Treinamos pênaltis, sim. É uma opção, algo que pode acontecer. Mas esperamos não chegar a esta instância do jogo. Se chegar, que seja melhor para nós", afirmou o técnico argentino.

Quem vencer o duelo de hoje, em Brasília, terá pela frente o Brasil na decisão. Ontem, o time de Tite bateu o Peru por 1 a 0 e confirmou vaga na disputa pelo título.

"Estar em uma semifinal é uma alegria para nós. Não só para mim, mas para os jogadores e o povo. Mas não é só isso que queremos. Queremos a final, o título. Sabemos que será difícil, mas vamos dar tudo", finalizou Scaloni.

Esporte