PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Peru vence nos pênaltis em jogaço de seis gols e pode enfrentar o Brasil

Peru comemora gol de Lapadula contra o Paraguai pela Copa América - Alexandre Schneider/Getty Images
Peru comemora gol de Lapadula contra o Paraguai pela Copa América Imagem: Alexandre Schneider/Getty Images

Eder Traskini

Do UOL, em Goiânia

02/07/2021 20h12

Classificação e Jogos

Em um jogo emocionante, o Peru venceu o Paraguai nos pênaltis na noite de hoje (2) após empate por 3 a 3 no tempo normal, no estádio Olímpico, em Goiânia, e está classificado para a semifinal da Copa América 2021. O adversário será o vencedor entre Brasil e Chile.

O Paraguai saiu na frente com Gustavo Gómez, mas o Peru virou com dois gols de Lapadula. Ainda no primeiro tempo, Gustavo Gómez foi expulso em lance discutível e que resultou na revolta do zagueiro do Palmeiras.

No segundo tempo, Júnior Alonso, do Atlético-MG, empatou, mas Yotún chutou de fora da área e contou desvio para colocar o Peru na frente novamente. Só que aos 44 minutos, Ávalos aproveitou chutão pra frente e confusão na área para empatar de novo.

A decisão foi para os pênaltis e Cueva teve a bola da decisão na quinta cobrança, mas viu Antony Silva voar e defender - foi sua segunda batida na disputa. Ainda assim, o Peru contou com duas isoladas do Paraguai e uma defesa de Gallese já nas alternadas para, com pênalti final de Trauco, avançar.

A semifinal está marcada para a próxima segunda-feira (5), às 20h, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

Os melhores: Carrillo e Lapadula

O ponta peruano do Al Hilal, da Arábia Saudita, fez a defesa do Paraguai se perder no jogo. Foi dele a assistência para o primeiro gol, com o drible do autêntico ponta e o cruzamento na medida para Lapadula marcar. No segundo, apareceu do lado oposto para a tabela e deixou de letra para Tapia lançar novamente ele: Lapadula, que fez seu segundo no jogo. Ao fim da partida, Carrillo acabou expulso após dividida.

O pior: Lucena

O jogador do Cerro Porteño até começou bem, mas caiu de produção e viu o Peru tomar conta da partida. Foi o escolhido para sair quando Gareca precisou recompor o sistema defensivo após a expulsão de Gustavo Gómez.

Cronologia do jogo

O duelo começou com muitas faltas e pouco futebol, mas acabaria sendo um grande jogo. Quando ninguém ainda tinha conseguido criar boas chances, o Paraguai saiu na frente em bola parada. Sánchez cobrou, Martínez desviou na pequena área para boa defesa de Gallese, mas Gustavo Gómez acompanhava a jogada e empurrou para as redes para abrir o placar aos dez minutos.

O Paraguai tinha mais controle do jogo, mas bastaram duas escapadas do Peru para o empate aparecer no placar. Na jogada seguinte ao belo chute de Peña defendido por Antony Silva, Carrillo deixou o marcador falando sozinho na direita e cruzou rasteiro para Lapadula, com presença de área, escorar para o gol aos 20 minutos da primeira etapa: 1 a 1.

Ainda no primeiro tempo, o Peru virou o jogo. Aos 40 minutos, Carrillo trocou de lado e apareceu pela esquerda para tabelar e deixar de letra para Tapia. O meia viu a movimentação de Lapadula e deixou o centroavante sozinho para chutar na saída de Antony Silva e colocar o Peru na frente.

Enquanto o VAR checava o lance, o capitão Gustavo Gómez recebeu amarelo por reclamação. Cinco minutos depois, em lance em que se enroscou com Lapadula, ele recebeu o segundo amarelo e acabou expulso.

Com um a menos, o Paraguai tirou um dos meias para recompor sua zaga. Aos oito minutos do segundo tempo chegou ao empate. Novo escanteio cobrado na área, bola desviada que sobrou no segundo pau para Junior Alonso marcar.

Aos 35 minutos, Carrillo deu para Yotún, que rondou a área e arriscou de fora. A bola desviou no zagueiro Rojas e matou o goleiro Antony Silva: 3 a 2 para o Peru. Pouco depois, Carrillo entrou forte em divida com Piris da Motta, recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo.

Atrás no placar, o Paraguai foi para o tudo ou nada. Antony Silva deu chutão para frente e, após confusão na área, Samudio rolou para Ávalos empatar de novo aos 44 minutos da etapa final: 3 a 3.

Revolta de Gustavo Gómez

O lance da expulsão do capitão paraguaio foi confuso e gerou revolta principalmente do próprio zagueiro. Ele e Lapadula disputavam espaço e o juiz marcou falta a favor do Paraguai. No entanto, interpretou que Gómez deixou o braço e mostrou o segundo cartão amarelo, que resultou na expulsão. Muito irritado, o defensor partiu pra cima do juiz e precisou ser contido por diversos companheiros.

Atuação do Paraguai: meio começa bem, mas se perde

Sem seu camisa 10 e principal condutor, Miguel Almirón, Berizzo armou seu time com Richard Sánchez na função de meia-ofensivo com apoio de Villasanti e Lucena como dupla de volantes, mas que também saíam para o jogo. A trinca de meio funcionou bem nos primeiros minutos e deu ao Paraguai o domínio das ações da partida, mas deixou a desejar na marcação, principalmente quando Carrillo se movimentava saindo do setor direito. Com a expulsão de Gómez, Berizzo desfez o trio para recompor a defesa e viu o Peru tomar conta da partida.

O jogo do Peru: liberdade para pontas mata marcação

A equipe de Ricardo Gareca não começou bem, mas encontrou uma maneira de explorar o meio-campo sem tanto poder de marcação do Paraguai. Carrillo, principalmente, saía da ponta para o meio, enquanto o lateral Aldo Corzo avançava para ocupar o espaço. Mais solto pelo centro do gramado, ele conseguia encontrar espaços para criar, como no segundo gol. A equipe dominou boa parte da segunda etapa, mas foi castigada em nova cobrança de escanteio — o primeiro gol já tinha saído assim — e em disputa pelo alto que terminou no gol de empate.

Movimento aumenta no Olímpico

Se por alguns dias o estádio Olímpico recebia pouca imprensa, o cenário começou a mudar para a fase decisiva. Ao contrário do que era visto, jornalistas peruanos, sobretudo, apareceram entrando ao vivo direto da entrada do estádio. Jornalistas argentinos já puderam ser vistos também nas tribunas, já que a Argentina chegou hoje a Goiânia e joga contra o Equador amanhã (3).

FICHA TÉCNICA

PERU 3 x 3 PARAGUAI

Competição: Copa América 2021 - Quartas de final
Data: 02/07/2021 (sexta-feira)
Horário: 18h (de Brasília)
Local: estádio Olímpico, em Goiânia
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Carlos Barreiro (URU) e Martin Soppi (URU)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Gols: Gustavo Gómez, aos 10'/1ºT, e Júnior Alonso, aos 8'/2ºT, e Ávalos, aos 44'/2ºT, para o Paraguai; Lapadula, aos 20'/1ºT e aos 40'/1ºT, e Yotún, aos 35'/2ºT, para o Peru
Amarelos: Santamaría, Carrillo (2) e Cueva; Gustavo Gómez (2), Espínola e Villasanti
Vermelho: Gustavo Gómez; Carrillo

Peru: Gallese; Corzo (Lora), Santamaría, Christian Ramos e Trauco; Renato Tapia, Yotún, Sergio Peña (Ormeño), Cueva e Carrillo; Lapadula. Técnico: Ricardo Gareca.

Paraguai: Antony Silva; Espínola, Gustavo Gómez, Júnior Alonso e Hector Martínez; Villasanti (Piris da Motta), Lucena (Rojas) e Richard Sánchez (Ávalos); Arzamendia (Enciso), Ángel Romero e Carlos González (Samudio). Técnico: Eduardo Berizzo

Esporte