PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem brilho, Argentina bate o Uruguai e vence a primeira na Copa América

Guido Rodríguez comemora gol pela Argentina contra o Uruguai no Mané Garrincha - Gustavo Pagano/Getty Images
Guido Rodríguez comemora gol pela Argentina contra o Uruguai no Mané Garrincha Imagem: Gustavo Pagano/Getty Images

Marinho Saldanha

Do UOL, em Brasília (DF)

18/06/2021 22h54

Classificação e Jogos

Ainda sem uma atuação de encher os olhos, a Argentina conquistou sua primeira vitória na Copa América. Hoje (18), no Mané Garrincha, o time de Messi e companhia fez 1 a 0 no Uruguai, gol de Guido Rodríguez em cobrança de escanteio.

Com quatro pontos, a Argentina lidera o grupo A empatado com Chile em todos os critérios. O Uruguai, zerado (mas com uma só partida disputda), está em penúltimo na chave.

O próximo jogo da Argentina também será em Brasília. A equipe de Scaloni pega o Paraguai na segunda-feira. Já o Uruguai vai a Cuiabá pegar o Chile, no mesmo dia.

Foi bem: Guido Rodríguez aparece na área

O jogo placar foi aberto em um lance de bola parada em que brilhou o meio-campista Guido Rodríguez, numa boa conclusão que venceu a defesa rival.

Foi mal: Bentancourt falha ao abastecer o ataque

Responsável pela criação ofensiva do Uruguai, Bentancourt falhou. Sem produzir oportunidades, acabou sacado no intervalo.

Solto em campo, Messi é o maestro da Argentina

Lionel Messi foi o regente da seleção argentina. Mesmo iniciando aberto pela direita, o craque tinha liberdade para se deslocar para o centro e até a esquerda. Pelos habilidosos pés dele passaram todas as jogadas da seleção, e dali sempre saíram bons passes, dribles e chutes potentes.

O jogo da Argentina: bola parada afiada e Messi

A Argentina se apoiou em dois pilares: bola parada e Messi. O time de Scaloni só criou em escanteios e faltas, ou com jogadas nas quais o camisa 10 desequilibrou a defesa rival. E houve boas chances, com o próprio Messe em chute forte, em contra-ataque, e o gol veio num cruzamento de escanteio. Defensivamente, o time foi sólido na saída e venceu a pressão uruguaia repetidamente, principalmente no segundo tempo, quando foi mais pressionado.

O jogo do Uruguai: pcriatividade no ataque

O Uruguai sofreu pela falta de velocidade e criatividade. A equipe de Óscar Tabárez foi firme na defesa, falhou poucas vezes, apenas no gol, de bola parada. Mas quando teve posse, não soube o que fazer com ela. Sem jogadores rápidos pelos lados, a equipe construiu seus lances sempre em cruzamentos buscando Suárez e Cavani, que normalmente foram afastados. A transição lenta e a falta de um jogador para receber em profundidade travaram a Celeste, que pouco produziu.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 1 X 0 URUGUAI
Data
: 18/06/2021 (Sexta-feira)
Local: estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Bruno Raphael Pires (Brasil)
VAR: Wagner Reway (Brasil)
Cartões amarelos: Lo Celso, Martínez, Correa (ARG); Torreira, Ocampo (URU);
Gols: Guido Rodríguez, da Argentina, aos 13 minutos do primeiro tempo;

Argentina
Martínez; Molina, Romero, Otamendi e Acuña; De Paul (Pezzela), Rodríguez e Lo Celso (Correa); Messi, Lautaro Martínez (Palacios) e Nico González (Di María).
Técnico: Lionel Scaloni.

Uruguai
Muslera; González (Torres), Giménez, Godín e Viña; Torreira (Vecino), Bentancourt (Nández), Valverde (Gorriaran) e De La Cruz (Ocampo); Suárez e Cavani.
Técnico: Óscar Tabárez.

Esporte