PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras-21 de Abel tem números parecidos com 2020, mas rivais mais fracos

O técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, durante treinamento - Cesar Greco
O técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, durante treinamento Imagem: Cesar Greco

Diego Iwata Lima

Em São Paulo

16/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras chega nesta quarta-feira (16), às 21h30, contra o Juventude, a 31 partidas na temporada. Até o momento, na análise fria dos dados, o time de Abel Ferreira não decepciona em termos de desempenho. Soma hoje 60% de aproveitamento contra 59,2% da última temporada em 36 jogos —considerados apenas os jogos comandados pela comissão técnica portuguesa. Mas, desmembrados, os dados mostram um declínio da equipe alviverde.

A partida contra os gaúchos será a 12ª contra times da Série A no ano, considerando também os confrontos com São Paulo, Santos, Corinthians e Red Bull Bragantino no Estadual. Na temporada 2020, o índice de Abel contra adversários desse nível foi de 58,9% em 26 jogos. Em 2021, até o momento, é de 48%, com quatro vitórias, quatro empates e três derrotas.

O que joga os números do Palmeiras de 2021 para cima são os confrontos internacionais. Foram oito na temporada 2021, com apenas duas derrotas para o Defensa y Justicia-ARG e 75% dos pontos conquistados. Em 2020, quando o time foi até a final da Libertadores e jogou o Mundial, o desempenho foi de 58,3%, com derrotas para River Plate-ARG e Tigres-MEX, e empates contra o Libertad-PAR e Al-Ahly-EGI.

Dados precisam de contextualização

Os números até pintam um bom quadro para Abel Ferreira e sua comissão em 2021. Mas é preciso contextualizar.

Em 2020, o Palmeiras só enfrentou uma equipe brasileira que não estava na Série A. O América-MG, então do técnico Lisca, hoje na primeira divisão e já sem o treinador, foi o rival nas semifinais da Copa do Brasil, tendo perdido uma e empatado outra partida.

Na atual temporada, somados os jogos do Paulista e da Copa do Brasil, foram 11 confrontos do tipo, com três derrotas e seis vitórias. Só que uma das derrotas para uma equipe de fora da primeira divisão nacional foi nada menos que o 0 a 1 em casa para o CRB, que levaria o jogo para mais uma derrota nos pênaltis e a uma vexatória eliminação.

Um dos empates contra times de Série A do Palmeiras em 2021 foi contra o Flamengo, que resultaria, no fim das contas, na perda da Supercopa do Brasil, nos pênaltis. Outro foi no jogo de ida na final do Paulista, no Allianz Parque. O São Paulo acabaria campeão com um 2 a 0 no Morumbi.

Contra equipes de outros países, o Palmeiras obteve quatro vitórias contra o Universitario-PER e o Independiente del Valle-EQU, na fase de grupos da Libertadores. No ano passado, ainda que o desempenho tenha sido numericamente menor, o Palmeiras só pegou equipes classificadas das quartas em diante na Libertadores, adversários em tese mais qualificados.

Desse modo fica claro que os números do Palmeiras versão 2021 devem muito aos do time de 2020. Mas também é verdade que o Campeonato Brasileiro ainda está no início e a Libertadores vai ainda iniciar a fase decisiva. Contando a partida desta noite, faltam 35 jogos contra times da Série A e pelo menos mais dois contra estrangeiros —nas oitavas da Libertadores, contra a Universidad Católica-CHI.

No final das contas, literalmente, os percentuais valem menos que os dados absolutos e seus significados. Mas se os números servirem de indício, como de fato servem, o Palmeiras modelo 2021 demonstra uma considerável dificuldade de engrenar.

Analisada a passagem total de Abel pelo clube até o momento, o treinador e sua comissão têm 59,6% de aproveitamento, com 34 vitórias, 16 empates e 16 derrotas em 66 jogos, desde 5 de novembro de 2020 —mas com uma Libertadores e uma Copa do Brasil conquistadas, algo que não existe percentual capaz de substituir.

Palmeiras x Juventude
Campeonato Brasileiro- 1º Turno

Local: Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, RS
Horário: 21h30 (Brasília)

Árbitro: Marielson Alves Silva - BA
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Elicarlos Franco de Oliveira, ambos também da Bahia
VAR: Rodrigo D'alonso Ferreira (SC), Alex dos Santos (SC) e Sergio Cristiano Nascimento (RJ)

Juventude: Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e Alyson; Elton, Guilherme Castilho e Chico; Capixaba, Wescley e Marcos Vinicios (Matheus Peixoto). Técnico: Marquinhos Santos

Palmeiras: Jaílson, Marcos Rocha, Luan, Renan e Victor Luis; Felipe Melo, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga; Rony, Luiz Adriano e Wesley. Técnico: Abel Ferreira

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Palmeiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e YouTube.

Futebol