PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Chelsea: Destaque da final, Mount teve ajuda da Fifa para ser protagonista

Mason Mount, do Chelsea, carrega bola em final da Champions - Simon Stacpoole/Offside/Offside via Getty Images
Mason Mount, do Chelsea, carrega bola em final da Champions Imagem: Simon Stacpoole/Offside/Offside via Getty Images

Eder Traskini

Do UOL, em Santos (SP)

29/05/2021 17h57

Uma enfiada de bola digna dos maiores craques da história. Mason Mount recebeu na esquerda e rasgou o campo com um passe que deixou Kai Havertz na cara do gol para fazer o gol que deu o título da Champions League ao Chelsea na final de hoje (29) contra o Manchester City.

O meia de 22 anos é revelado pelo próprio Chelsea e está no clube desde os 8 anos. Emprestado ao Vitesse (HOL) e depois ao Derby County (ING), ele provou seu valor, principalmente na segunda divisão da Inglaterra, mas só voltou a ser aproveitado imediatamente pelo clube de Londres por causa da punição da Fifa que impedia os Bleus de contratar jogadores durante a última temporada.

Acostumado a gastar cifras altas em cada janela de transferência desde que o clube foi adquirido pelo bilionário Roman Abrahmovic, o Chelsea se viu acuado e teve que recorrer aos jovens das categorias de base e atletas que voltavam de empréstimo. Foi assim que o clube encontrou em Mason Mount um meia mais que pronto para liderar a equipe na competitiva Premier League.

O sucesso de Mount não foi surpresa para o clube de Londres. O ídolo histórico Frank Lampard, que comandava o Chelsea até recentemente, foi quem viu no meio o potencial necessário para ser titular e protagonista do time de Londres.

"Mount tem sido muito, muito bom para nós. Ele fez 22 anos e é um exemplo da nossa juventude. Eu vim para o Chelsea com esta idade e não estava encantando o mundo no meu primeiro ano, ainda estava me encontrando. Mason já tem muitos jogos em seu currículo. Seu esforço e atitude foram excelentes", disse certa vez, antes de acabar demitido do comando técnico dos blues.

Mount fez carreira na seleção inglesa de base e conquistou a Eurocopa sub-19 e foi eleito o craque da competição. Hoje, Mount faz parte da seleção principal inglesa e carrega na bagagem também uma Champions League, sendo também protagonista do Chelsea na conquista.

Futebol