PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Como resultado de Grêmio x Del Valle influencia vida de Douglas Costa

AFP PHOTO / BAYERN MUNICH / Alexander Hassenstein
Imagem: AFP PHOTO / BAYERN MUNICH / Alexander Hassenstein

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

13/04/2021 04h00

O Grêmio falou com Douglas Costa, o meia-atacante conversou com Renato Portaluppi e existe o sonho (de todos os envolvidos) de acerto. Mas os planos dependem do duelo contra o Independiente Del Valle-EQU, amanhã (14), na Arena, pela terceira fase preliminar da Copa Libertadores. O clube gaúcho só topa investir em um contrato milionário se avançar no torneio da Conmebol. E em caso de classificação, ainda vai restar acerto com o camisa 11 do Bayern de Munique. Ah, e a rescisão na Europa.

Aos 30 anos, Douglas tenta usar dívida de cerca de 1,5 milhão de euros (R$ 10,2 milhões na cotação atual) para rescindir contrato com a Juventus. O vínculo em Turim vai até a metade do ano que vem. Em Munique, o empréstimo está em vias de terminar.

O Grêmio ouviu de Douglas Costa que a rescisão é viável. A conversa foi tocada semanas antes de o clube apresentar oferta de pré-contrato a Rafael Borré, em reta final de vínculo com o River Plate. Naquele momento, os dirigentes deixaram o sonho pela volta do jogador revelado no estádio Olímpico em espera.

Mais recentemente, o assunto voltou à mesa dos dirigentes. O Grêmio ouviu renovadas promessas de liberação na Itália e desenhou contrato de dois anos com salário-base, bônus por metas e luvas (que de alguma forma compensam, a Douglas Costa, a saída livre da Juventus). O vínculo estudado também tem gatilho para prorrogação por mais uma temporada.

Publicamente, o Grêmio nega que tem negociação com Douglas Costa. Em uma primeira camada dos bastidores, o clube admite as conversas. E no núcleo duro da diretoria, existe boa dose de esperança no retorno. Mas tudo depende da Juventus e do próprio Grêmio.

Os dirigentes entendem que as cotas de participação na fase de grupos da Libertadores são importantes para bancar o contrato de Douglas Costa. O detalhe é que o Grêmio, se eliminar o Independiente Del Valle-EQU, tem até o início da próxima semana para inscrever novos jogadores do torneio. A tendência, de momento, é que o camisa 11 não seja incluído na relação. Por mais que haja um enorme otimismo do lado do jogador.

Douglas Costa planeja chegar ao Brasil ainda em maio, a tempo de ser registrado na janela de transferências internacionais. Desta forma, pode ter condições de atuar na Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. A presença na Libertadores, neste cenário, dependerá de avanço às oitavas de final e nova atualização na lista de inscritos.

Revelado pelo Grêmio em 2008, Douglas Costa saiu do Brasil para jogar no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. O clube gaúcho ficou com 20% dos direitos econômicos e trocou o percentual pela liberação de Marcelo Moreno, no início da década.

Futebol