PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Juan Cala diz que família foi ameaçada após ele ser acusado de racismo

Juan Cala, jogador do Cádiz, foi denunciado por racismo em partida contra o Valencia - Fran Santiago/Getty Images
Juan Cala, jogador do Cádiz, foi denunciado por racismo em partida contra o Valencia Imagem: Fran Santiago/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

06/04/2021 14h14

O jogador do Cádiz Juan Cala disse que ele e a família estão sendo ameaçados após ele ser acusado de racismo por Mouctar Diakhaby, do Valencia. Cala deu uma entrevista coletiva hoje e falou sobre o caso que teria acontecido no último domingo (4).

Na coletiva, o jogador do Cádiz voltou a negar ter ofendido Diakhaby e afirmou que "nunca disse que ele [Diakhaby] era um negro de merda", como acusa o adversário. Ele também definiu a situação como um "linchamento público contra ele" feito pelo presidente do Valencia e os atletas.

"Temos recebido todo tipo de ameaça, mas entendo que isso faz parte do circo que foi montado", afirmou o jogador.

"Quando acabou a partida me reuni com o meu presidente e disse que queria sair. E o meu presidente, quem eu conheço há 24 anos, me recomendou ficar. No dia seguinte liguei para ele e disse novamente que queria sair e pedi que ele convocasse uma coletiva de imprensa - e ele disse que não", contou Cala.

Esporte