PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Mancini se esquiva, mas atualiza chegadas e saídas do Corinthians

Abel Braga e Vagner Mancini antes de partida no Beira Rio - Pedro H. Tesch/AGIF
Abel Braga e Vagner Mancini antes de partida no Beira Rio Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 01h28

Um dos responsáveis pela reformulação do elenco do Corinthians para a próxima temporada, o técnico Vagner Mancini não deu muitos detalhes sobre as negociações que estão em curso no clube do Parque São Jorge. Assim como já havia feito no último fim de semana, quando falou sobre a chegada dos garotos da base ao elenco profissional, o comandante voltou a frisar o tema, mas pediu paciência aos torcedores.

Questionado sobre seu planejamento para o início do Campeonato Paulista, que se inicia já neste fim de semana, o comandante alvinegro frisou que as portas do CT Joaquim Grava estão 'escancaradas' para os garotos da base. Ao longo desta semana, o treinador convocou dez jogadores ao todo para as atividades com o elenco profissional, mas ainda não se decidiu sobre quem permanecerá.

"Não tenha dúvida de que os meninos integrarão o elenco de profissionais. Ainda não posso adiantar quais garotos serão utilizados, até porque a gente depende muito de um balanceamento dentro do elenco. Às vezes você acaba encontrando muito atacante na base. Eu conheço todos os meninos, mas há a necessidade de você testar para ver se estão todos adaptados e amadurecidos. É um processo que demora um pouquinho. O mais importante é que a porta está escancarada para eles e eu espero que eles aproveitem isso", explicou Mancini.

O chefe da comissão técnica, no entanto, se esquivou em perguntas mais diretas. Ao ser questionado sobre os jogadores que retornariam de empréstimo e fariam parte do planejamento para 2021, Mancini não foi claro sobre a situação de nomes como Janderson, Fessin, João Victor e Marquinhos. De acordo com a apuração do UOL Esporte, os dois últimos citados serão integrados ao elenco.

"Nós temos alguns atletas que estarão retornando ao clube. Especificamente, o Janderson e o João foram meus atletas no Atlético-GO, mas eles disputam uma final no sábado (Campeonato Goiano). Outros atletas citados retornarão e eles entrarão na semana seguinte, naquilo que estamos anunciando. Serão feitas as trocas normais, mas estamos negociando. Temos que ter calma na hora de falar. Eu, assim como falei do André Luis, que era um atleta que não tinha chegado, não posso falar sobre eles. É importante aguardar o momento certo para que a notícia seja passada", sentenciou.

Depois de terminar o Campeonato Brasileiro na 12ª posição, com 51 pontos ganhos, o Corinthians foca as atenções no Paulistão. O estadual já começa neste domingo, em partida contra o Red Bull Bragantino, e Mancini e a diretoria do Timão correm contra o tempo para definir o elenco profissional o mais rápido possível.

Confira outros trechos da coletiva de Vagner Mancini:

Desistiu de Luan?

"Não houve desistência nenhuma. O atleta vem um tempo grande já, cerca de 60 dias, com um incômodo nos adutores. Como nós tínhamos o último jogo agora e a estreia no Campeonato Paulista, achamos melhor tirar o Luan deste jogo (Internacional). Não sabemos se domingo ele estará à disposição, mas eu não desisti do jogador. Aliás, eu não desisti de ninguém. O futebol sempre se renova".

Sobre o veto ao lateral Michel Macedo de viajar ao Rio Grande do Sul

"Foi opção minha não entrar. O Bruno já fez grandes jogos pela seleção uruguaia na lateral. Foi opção minha a não vinda do Michel"

Sobre a situação do atacante Jonathan Cafú

"Li a entrevista do Roberto (diretor de futebol) e ele foi extremamente sincero. Ele não pode falar de uma coisa que ele não acompanhou. A verdade, e eu já respondi essas perguntas, mas vou voltar a falar porque acho interessante pontuarmos as coisas certas nas medidas certas. Todos os atletas que entram ou saem do Corinthians, a gente (comissão e diretoria) decide junto. Não é o treinador, não é o presidente, não é o diretor. Temos uma equipe que trabalha e analisa isso no CIFUT. Eles ponderam e mandam informações. Depois disso, abrimos ou não a negociação. Eu sou participativo com isso, assim como as pessoas que dirigem o clube. Não podemos indicar de maneira alguma um jogador que apenas um gosta e outro não. Em virtude disso, o Cafú teve as oportunidades dele, assim como eu tenho outros atletas, outras opções. Diante disso, sempre tomo a decisão que acho mais justa e transparente. Sempre tento ser o mais claro possível com os atletas".

Planos para o atacante André Luís

"Ele ainda não está integrado. Está fazendo um trabalho à parte para recuperar sua forma física. O atleta chegou muito abaixo daquilo que todos nós entendemos como ideal, então ele precisou fazer uma readaptação para que ele pudesse. Já o vi nos treinamentos físicos, mas não posso apontar qualquer tipo de opinião sobre ele porque ainda não o vi no campo. Já enfrentei várias vezes o André, sei daquilo que ele é capaz, mas uma coisa é você analisar por aquilo que está vendo do adversário e outra é você encaixar o atleta na sua metodologia de trabalho e ao seu estilo de jogo. Os atletas precisam estar adaptados para que possamos exigir deles".

Corinthians