PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Sampaoli fica fora de entrevista e saída do gringo é esquecida em coletiva

Jorge Sampaoli pode ter feito contra o Sport o seu último jogo como técnico do Galo - Jorge Rodrigues/AGIF
Jorge Sampaoli pode ter feito contra o Sport o seu último jogo como técnico do Galo Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

21/02/2021 19h40

Classificação e Jogos

O técnico Jorge Sampaoli está fora do banco de reservas do Atlético-MG no último jogo do Galo no Campeonato Brasileiro, contra o Palmeiras, na próxima quinta-feira (25), no Mineirão. Tudo por causa da expulsão — antes havia levado o terceiro amarelo — por reclamações contra a arbitragem na vitória alvinegra por 3 a 2 sobre o Sport, na Ilha do Retiro. Sem participar efetivamente da próxima partida, o treinador também ficou fora da coletiva de imprensa pós-jogo em Pernambuco, e o assunto de sua possível saída do clube para o Olympique de Marselha (FRA) "passou despercebido".

Sem Sampaoli na entrevista após a vitória atleticana, coube ao auxiliar técnico Jorge Desio justificar o resultado, a atuação do elenco e explicar substituições. Tudo em apenas dois minutos e meio, sem qualquer resposta sobre o futuro do treinador e sua comissão no comando do Galo.

O Atlético-MG informou que Sampaoli não concederia entrevista por causa de sua expulsão. O clube também não previu, pelo menos até agora, uma nova entrevista do treinador antes da partida contra o Palmeiras.

Recentemente, jornalistas reclamaram de perguntas enviadas para coletivas pós-jogo e de questionamento que não eram lidos para o treinador ou eram tirados do contexto pelo responsável por repassá-los ao treinador. Com a pandemia e sem a entrevista presencial, as questões são enviadas por mensagem de texto no Whatsapp dos assessores de imprensa atleticanos.

O auxiliar Jorge Desio falou apenas da expectativa da comissão técnica alvinegra com os resultados obtidos até aqui.

"A expectativa, falta um jogo [contra o Palmeiras], temos que entrar muito concentrados para o que vem. Saímos campeões do Mineiro, a equipe está em terceiro, quarto, brigando pelos primeiros lugares. Não temos assegurada a classificação no grupo dos quatro, mas estamos muito perto. E isso acontece com muito trabalho, muito sacrifício dos jogadores de todo o clube, mas estamos conforme com nossos objetivos", garantiu.

Entrevista

Após a vitória por 3 a 2 sobre o Sport, Jorge Desio comentou sobre o resultado. "Jogo de hoje foi um jogo importante, a vitória também. Vitória com muito esforço e com os parabéns de todo nosso corpo técnico aos jogadores", disse.

Sobre as alterações feitas, Desio explicou que tudo acontece dentro da visão do treinador no jogo e para um equilíbrio da equipe.

"As substituições que o treinador faz são sempre pensando na vitória. Servem para modificações e para manter o equilíbrio do jogo, a olhar para frente", explicou.

Outros pontos abordados no pós-jogo

Atlético-MG desperdiça chances de matar os jogos?

"Esse é um ditado, matar o jogo. Se isso existisse, todo mundo mataria o jogo. Para mim não existe"

Por que o Diego Tardelli não jogou, mesmo tendo feito três gols no jogo-treino contra o Bolivar (BOL)?

"Diego é um jogador mais dentro do grupo, jogou o jogo anterior, e no jogo de hoje decidimos por outro jogador".

Atlético-MG leva muitos gols, como corrigir isso?

"Hoje, fizeram (Sport) só um gol [em jogada trabalhada], fizeram o último de pênalti. Situação difícil, procuramos uma equipe equilibrada, somos uma equipe que faz muitos gols e isso nos custa defender um espaço grande. A proposta é positiva, boa, seguimos neste caminho".

Atlético-MG