PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Choro, silêncio e abatimento marcam virtual queda do Vasco no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

21/02/2021 18h23

Classificação e Jogos

O virtual rebaixamento do Vasco teve reflexos antes mesmo de o jogo contra o Corinthians, hoje (21), na Neo Química Arena, terminar. Choro e abatimento tomaram conta do banco de reservas do time carioca minutos antes do apito final do árbitro Anderson Daronco no confronto que terminou sem gols pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Ao fim da partida, a situação não foi diferente. Ao contrário do que prega o protocolo oficial dos jogos do Brasileirão, nenhum jogador foi liberado para a entrevista à TV que detém os direitos de transmissão.

As imagens da TV Globo, porém, mostraram cenas que retratavam a tristeza dos jogadores rumo ao vestiário do estádio corintiano. Cabisbaixos, os jogadores foram amparados pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

O empate sem gols com o Corinthians ainda não rebaixou o Vasco oficialmente, mas a tarefa do time carioca é praticamente impossível na última rodada. Com 38 pontos, a equipe tem três de desvantagem para o Fortaleza, que é o primeiro fora da zona de rebaixamento.

Para se livrar da queda, o Vasco precisa ganhar do Goiás na próxima quinta-feira (25) e torcer para o Fortaleza perder para o Fluminense no Maracanã. Nessa combinação de resultados, o time carioca ainda precisa tirar uma diferença de 12 gols de saldo.

Como a tarefa é praticamente impossível, o quarto rebaixamento do Vasco no Campeonato Brasileiro é iminente. O clube carioca já caiu para a Série B em 2008, 2013 e 2015. E caso se concretize, vai se juntar a Cruzeiro e Botafogo, outros dois grandes do futebol brasileiro na Série B de 2021.

Futebol