PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Weverton comemora título com cuidado: "Tem Mundial. Ainda não peguei Covid"

Do UOL, em São Paulo

30/01/2021 19h59

Weverton sabe que entrou para a história do Palmeiras com a conquista da Libertadores de 2020. O goleiro, que fez defesas importantes ao longo da campanha até o título, vencido hoje (30), no Maracanã, com vitória por 1 a 0 em cima do rival Santos, preferiu comemorar o troféu de forma discreto.

Aparentemente assustado com o público presente no Rio de Janeiro — a Conmebol foi autorizada a colocar 5 mil pessoas, entre convidados, imprensa, dirigentes e representantes dos clubes —, o goleiro alviverde preferiu "se isolar" para estar saudável no Mundial de Clubes.

"Esse era o nosso grande sonho, estamos aqui. Infelizmente não tem o torcedor para comemorar com a gente. Eu fico até com receio de comemorar [perto dos convidados], tem muita gente aqui, eu ainda não peguei Covid-19. Tem Mundial na semana que vem. Mas eu só tenho que agradecer, queria ser reconhecido no Palmeiras, queria esse título e eu consegui", afirmou Weverton ao "SBT".

A partir de agora, o Mundial de Clubes vira o grande compromisso do Palmeiras. O torneio da Fifa começará em 4 de fevereiro, com o clube brasileiro estreando no dia 7. Antes disso, ao menos por enquanto, o Alviverde enfrenta o Botafogo na terça-feira (2).

Em seguida, o dono da meta palmeirense brincou com o fato de ter vencido dois títulos importantes no Maracanã — antes deste sábado, ele havia sido campeão dos Jogos Olímpicos, com a seleção brasileira.

"Eu só queria um pézinho no Maracanã (risos), aquela calçada [da fama], lógico, ao lado de tantos craques que tem ali. Mas é muito legal, os dois títulos mais importantes da minha carreira foram aqui. O Maracanã vai ficar eternizado na minha vida. Farei sem dúvidas uma tatuagem, vai ficar marcado na minha vida. Um título desse não se conquista todo dia. Estamos muito felizes", concluiu.

Veja o gol do título do Palmeiras, marcado por Breno Lopes

Palmeiras