PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Cano brilha, Vasco vence Atlético-MG e se afasta da degola

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

23/01/2021 22h57

Classificação e Jogos

O Vasco fez valer o fator casa e, em São Januário, venceu o Atlético-MG por 3 a 2, saindo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O Galo, por sua vez, deixou escapar a chance de encostar no líder Internacional. O triunfo foi construído com gols de Cano, duas vezes, e Pikachu; Hyoran, que perdeu um pênalti ainda no início do confronto, e Sasha fizeram para os visitantes.

Com o resultado, a equipe cruz-maltina chegou a 35 pontos, colocando, momentaneamente, o Sport na degola. Já o time mineiro permanece com 54, e pode ver Palmeiras e Grêmio, que entram em campo amanhã (25), encostarem.

Na terça-feira, o Vasco volta a campo para enfrentar o Palmeiras, em partida atrasada da primeira rodada. Pela 33ª rodada, domingo, os cariocas vão encarar o Bahia, na Colina, enquanto o Atlético-MG pega o Fortaleza, no Mineirão.

Cano decisivo

O atacante argentino German Cano encerrou o jejum em grande estilo. A última vez que ele havia balançado a rede, tinha sido no clássico com o Fluminense, em meados de dezembro. Com dois gols, se tornou o nome do jogo. Leo Matos, que foi do "inferno ao céu", também foi bem, com duas assistências e firmeza na defesa.

Arana vai mal

Guilherme Arana destoou, o que não é normal, e foi pelo lado do lateral que o Vasco fez dois gols. No primeiro, uma falha ao tentar afastar a bola "criou" a oportunidade para o time adversário. Depois, esteve fora do posicionamento correto e, por ali, o Vasco ampliou. Acabou substituído no segundo tempo.

Vasco consegue três pontos na eficiência

A equipe de Luxemburgo entrou em campo com uma proposta de jogo "reativa". Ou seja, atuando mais recuado e apostando nos avanços ao ataque em velocidade. Eficiente, conseguiu os três gols que garantiram o triunfo. O meia Benítez e o volante Leo Gil acabaram se tornando peças-chave para que a estratégia desse certo.

Atlético-MG 'irreconhecível'

Um golpe e tanto. Brigando pela liderança e sonhando com o título, o Atlético-MG levou um baque com a derrota. O Galo não foi, em nenhum momento, o time que todos passaram a conhecer desde a chegada de Jorge Sampaoli. Incisivo, intenso e acostumado a pressionar bastante o adversário, nesta noite foi diferente. Apático, o Atlético-MG teve muita dificuldade para ultrapassar a forte marcação vascaína. Somado a isso, as falhas individuais dos jogadores alvinegros proporcionaram lances importantes ao Vasco. E foi pelo lado esquerdo da defesa mineira que a equipe de Vanderlei Luxemburgo fez a festa.

O jogo

Pressão e ligação direta

O Atlético-MG começou o jogo pressionando o Vasco e marcando em cima a saída de bola. O time cruz-maltino, acuado, tentava avançar à base da ligação direta ao ataque, mas não conseguia encaixar as jogadas.

Hyoran perde pênalti

Ainda no início do jogo, Leo Matos tentou cortar cruzamento para a área e tocou com o braço na bola. Após análise no vídeo, o árbitro apontou pênalti. Na cobrança, Hyoran mandou na trave. Foi a quarta penalidade desperdiçada pelo time mineiro no Brasileiro. Antes, Keno (duas vezes) e Eduardo Sasha haviam perdido cobranças na "marca da cal".

Cano deixa o dele

Logo após a chance desperdiçada pelo Atlético-MG, o Vasco se animou e quase marcou com Pikachu. Pouco depois, Arana não conseguiu afastar a bola em lançamento de longa distância, e Leo Matos aproveitou. De cabeça, o lateral passou para Cano que, com o gol livre, abriu o placar. O atacante não marcava desde o empate com o Fluminense, em 13 de dezembro.

Faísca à beira do gramado

Em certo momento do primeiro tempo, Luxemburgo e Sampaoli tiveram uma conversa não muito amistosa à beira do campo.

Posse de bola, mas sem chances

Os visitantes tinham mais a posse de bola e jogavam no campo de ataque, mas encontravam dificuldade de criar oportunidades claras, esbarrando também em uma defesa fechada do Vasco.

Pikachu amplia

O Vasco conseguiu ampliar a vantagem em jogada que iniciou na zaga e terminou com a bola na rede. Depois de troca de passe, Benítez achou Leo Matos, que cruzou para Pikachu. O camisa 22 finalizou, Everson salvou no cantinho e, no rebote, ele completou.

Árbitro marca pênalti, VAR 'anula'

Logo no começo do segundo tempo, Jair invadiu a área, passa por Talles Magno e Castan e caiu na área. O árbitro marcou pênalti, mas, chamado ao VAR, anulou a marcação. O entendimento foi de que Castan já estava com o pé no chão e Jair que chutou o vascaíno.

Cano faz de novo

Em nova investida certeira do Vasco, Cano fez o terceiro da equipe de Vanderlei Luxemburgo. O atacante recebeu lançamento de Benítez, matou e mandou no canto esquerdo de Everson.

Vargas perde a passada

Vargas teve boa chance para diminuir a vantagem do Vasco, mas Vargas "sem embolou". O chileno aproveitou uma bobeada da defesa e, com um toque de cabeça, tirou Fernando Miguel da jogada, mas ao ajeitar o corpo, Marcelo Alves conseguiu fazer o corte.

Hyoran diminui

Sampaoli fez alterações no time após o terceiro gol do Vasco e teve uma resposta rápida. Com a equipe um pouco mais ofensiva, o Atlético-MG avançou e Hyoran finalizou da entrada da área, fazendo o primeiro do Galo.

Em processo de renovação contratual — Atlético-MG está perto de exercer o direito de compra junto ao Palmeiras —, o jogador, no lado individual, mostrou que sua estrela está brilhando bem atualmente. Já são seis gols nos últimos oito jogos.

Fernando Miguel salva

Apenas quatro minutos após fazer o primeiro, o Atlético-MG quase chegou ao segundo. Em cobrança de escanteio, Gabriel apareceu, cabeceou e Fernando Miguel conseguiu fazer boa defesa.

Galo melhora a pressiona

A equipe mineira melhorou na reta final e ganhou campo, pressionando o Vasco da forma que podia. Além de conseguir "empurrar" o time cruz-maltino e criar chances, as finalizações de longa distância também assustavam.

Gol no fim

Nos acréscimos, Sasha fez o segundo do Atlético-MG e deu mais emoção à reta final da partida.

Vasco segura

A equipe cruz-maltina conseguiu se segurar da forma que deu e garantiu três pontos importantes na luta contra o rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
VASCO 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Competição: Campeonato Brasileiro, 32ª rodada
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 23 de janeiro de 2021, sábado, às 21h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartões amarelos: Leo Mattos, Pikachu, Talles Magno, Caio Lopes (VAS); Jair (ATM)
Cartões vermelhos: Não houve
Gols: Cano, do Vasco, aos 17'/1º; Pikachu, do Vasco, aos 31'/1ºT; Cano, do Vasco, aos 13'/2ºT; Hyoran, do Atlético-MG, aos 22'/2ºT; Sasha, do Atlético-MG, aos 49'/2T

Vasco: Fernando Miguel; Léo Matos (Cayo Tenório), Marcelo Alves, Leandro Castan e Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil (Caio Lopes), Benítez (Carlinhos); Pikachu (Werley), Talles Magno (Gabriel Pec) e Germán Cano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Atlético-MG: Everson; Guga, Alonso, Gabriel e Arana (Nathan); Jair, Allan, Hyoran; Savarino (Marrony), Keno e Eduardo Vargas (Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli