PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras conclui reação após River com goleada no Dérbi e 'cabeça limpa'

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

19/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras confirmou com a goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians, na noite de ontem (18), no Allianz Parque, sua reação depois da derrota para o River Plate (ARG), em que foi amassado no Allianz Parque, apesar da classificação à final da Copa Libertadores.

Depois de já ter feito um bom primeiro tempo diante do Grêmio —ainda que depois cedendo um empate aos gaúchos—, o time alviverde arrasou seu maior rival e mostrou que já está de 'cabeça limpa' para esta sequência do Brasileiro. Enquanto as decisões da Libertadores e da Copa do Brasil não chegam, a equipe dirigida pelo técnico Abel Ferreira apresentou um nível de futebol que a coloca cheia de confiança na briga pelo título também do campeonato nacional.

"Gosto de ouvir críticas construtivas, mas tenho de ser treinador. Dedico mais tempo à minha profissão do que nunca. Cada jogo tem sua história, o que aconteceu, o River tinha sua história, a gente tinha uma vantagem já instalada psicologicamente, e já falei que a dor da perda é maior que a do ganho. Quem investe na bolsa sabe o que estou falando. A cabeça fica cansada e o corpo não corresponde à máquina quando se vê a vantagem indo embora", afirmou o treinador português. "Felizmente, conseguimos, mesmo em um período difícil, recuperar a equipe. É fundamental que a equipe ganhe quando não joga bem. Aquela foi uma grande derrota, mas fruto de um trabalho de duas mãos [ida e volta]".

"Cada jogo tem sua história, era preciso passar para frente, limpar as cabeças, aprender com aquilo que se passou e continuar a fazer o que mais gostamos, competir, jogar futebol e é para isso que trabalhamos, para criar o melhor espetáculo. É tentar, já disse que não vamos ganhar sempre, mas é esta a atitude que queremos ver nos nossos jogadores", acrescentou.

Diante do Grêmio, o time saiu na frente e acertou três vezes a trave antes do intervalo, mas acabou castigado por não marcar o segundo e levou o empate já no fim. Ainda assim, o desempenho agradou, especialmente pelo curto intervalo entre essa partida e a preocupante derrota para o River.

Agora, o ápice veio no Dérbi. A goleada de ontem foi a maior do clássico desde 2004, quando o Palmeiras também aplicou 4 a 0 no Corinthians. Dominante, o time criou chances para vencer até por mais e subiu para a quinta posição. Hoje está a seis pontos do líder São Paulo, tendo um jogo a menos e ainda o confronto direto a disputar.

De acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Verdão tem 6% de chances de conquistar o título — São Paulo (39%), Inter (26%), Atlético-MG (16%), Flamengo (9%) e Grêmio (4%) são os outros candidatos.

Na quinta-feira (21), o Palmeiras terá um confronto direto com o Flamengo, às 19h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). Abel já avisou que a aproximação das finais da Libertadores e da Copa do Brasil não o fará abrir mão do Brasileirão. Para o técnico, o Palmeiras é capaz de brigar por todos os campeonatos e continuará assim até o fim da temporada.

Palmeiras