PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Palmeiras goleia o Corinthians, faz 4 a 0 e encurta distância para o líder

Do UOL, em São Paulo

18/01/2021 20h54

Classificação e Jogos

O Palmeiras passou por cima do Corinthians e goleou seu maior rival por 4 a 0, na noite de hoje (18), no Allianz Parque. A atuação dominante foi válida pela partida atrasada da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro e colocou o Verdão mais próximo da briga pela liderança. Já o Timão vê sua sequência de sete jogos de invencibilidade terminar em uma partida para se esquecer na casa alviverde.

Raphael Veiga (duas vezes) e Luiz Adriano (mais duas) fizeram os gols no triunfo, que ainda teve a expulsão de Gabriel, volante do Corinthians.

O resultado fez o Palmeiras ultrapassar o Grêmio e chegar a 51 pontos em 29 jogos — o São Paulo, líder, tem 57 em 30 partidas. As duas equipes ainda vão se enfrentar nesta reta final de Brasileirão. O Corinthians, por sua vez, para com os 42 em 29 rodadas, na nona colocação.

O melhor: Veiga faz dois em seu 100º jogo

O Dérbi já seria uma partida marcante para Raphael Veiga de qualquer forma, pois foi a sua 100ª pelo Palmeiras. O desempenho, porém, tornou o clássico ainda mais especial: ele fez dois gols e teve mais uma boa atuação — o camisa 23 está em evolução depois de ter tido a covid-19. Meia que gosta de entrar na área, ele se aproveitou dos espaços que Luiz Adriano e Willian abriram na defesa corintiana. O camisa 29 foi outro bom destaque.

O pior: Gabriel falha e é expulso

O volante Gabriel falhou bastante, inclusive, na maioria dos gols do rival. O principal erro foi um passe para trás e que deixou Luiz Adriano, livre, para marcar o quarto gol palmeirense. Mas o camisa 5 também foi afoito e driblado facilmente por Willian no primeiro gol do Verdão. Resumindo: o volante foi o principal culpado pela fragilidade do meio-campo corintiano. Para piorar, foi expulso depois de o VAR analisar um tapa que ele acertou em Danilo, quando o Timão já perdia por 4 a 0.

Luiz Adriano faz mais dois

O camisa 10 abriu vantagem na lista de artilheiros do Verdão na temporada e agora tem 20, contra 18 de Willian. Capitão no clássico, o centroavante deixou dois contra o Corinthians. Depois da inteligente movimentação, abrindo o caminho para Veiga faz 1 a 0, ele marcou o segundo, com gol aberto, e na etapa final aproveitou-se do erro de Gabriel para transformar a vitória no Allianz Parque em goleada.

Fábio Santos erra demais

Fábio Santos, um dos melhores reforços do Corinthians nesta temporada, fez o seu pior jogo desde que voltou ao clube. O lateral demorou para sair e deu condição para Willian no segundo gol do Palmeiras. Além disso, o veterano esteve mal posicionado em outros gols do rival e, por fim, errou muitos passes no setor ofensivo.

Atuação do Palmeiras

O Verdão fez um de seus melhores jogos com Abel Ferreira. Se há algo a citar de problema, o time teve um pouco de dificuldades em bolas aéreas no primeiro tempo, mas é muito pouco pela forma como dominou o arquirrival na maior parte do tempo. Com troca de passes rápida e sempre encontrando saídas nas costas dos volantes do Corinthians, o Palmeiras teve um dos melhores resultados em Dérbis no século. Resultado justo e que dá força ao único time que ainda disputa os três títulos da temporada — Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil.

Atuação do Corinthians

O Corinthians, que estava invicto há sete jogos, teve uma atuação coletiva e individual irreconhecível. O time jogou com as linhas com muito espaço e, por isso, o Palmeiras dominou o meio-campo. A falta de combate de Jô e Mateus Vital na marcação da saída de bola facilitou a vida do Verdão. Além disso, o time de Vagner Mancini contou com diversos jogadores com atuações desastrosas. Gabriel puxa essa fila com erros vitais nos gols do Palmeiras e ainda foi expulso quando o jogo já estava em 4 a 0. Fábio Santos e Gil também bateram cabeça. Jemerson quase fez gol contra ao esbarrar em Cássio. O Corinthians só foi competitivo no início do jogo, quando arriscou algumas jogadas com Gustavo Mosquito. Vale ressaltar que, desde o início, o Alvinegro abusou das bolas aéreas, sem sucesso.

Cronologia do jogo

O jogo começou de forma equilibrada, e o Corinthians teve a primeira oportunidade, em cabeçada de Jemerson, que Weverton pegou, com nove minutos. Só que o Palmeiras, sempre com maior posse de bola, começou a encontrar espaços na intermediária de ataque para criar jogadas pelo meio. Foi desta forma que Zé Rafael encontrou Willian, antes do passe do camisa 29 para Raphael Veiga abrir o placar, aos 33, em sua centésima partida pelo Verdão. Após o gol, o Timão encontrou dificuldades para voltar a criar perigo, e o time de Abel Ferreira ampliou, aos 44, com Luiz Adriano. A jogada teve de ser analisada pelo VAR, que acabou confirmado o segundo gol alviverde.

Depois do intervalo, o Palmeiras voltou decidido a resolver o clássico: Willian obrigou Cássio a fazer um milagre após escanteio, mas o goleiro alvinegro nada pôde fazer aos dois minutos, quando Veiga acertou um chute firme de fora da área e marcou o terceiro. Em uma lambança de Gabriel, Luiz Adriano saiu livre, dividiu com Cássio e fez o quarto, aos 21. A situação ficou ainda mais controlada depois de expulsão do camisa 5 corintiano, aos 32. Breno Lopes até fez o quinto, mas estava impedido no início da jogada.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 4 X 0 CORINTHIANS

Data: 18 de janeiro de 2021, segunda-feira
Horário: 19h (horário de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (28ª rodada)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins e André da Silva Bitencourt (ambos do RS)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Viña, Danilo (PAL); Gustavo Mosquito, Xavier, Gil (COR)
Cartões vermelhos: Gabriel (COR)

GOLS: Raphael Veiga, aos 33 minutos do primeiro tempo (1-0); Luiz Adriano, aos 44 minutos do primeiro tempo (2-0); Raphael Veiga, aos dois minutos do segundo tempo (3-0); Luiz Adriano, aos 21 minutos do segundo tempo (4-0)

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan (Emerson Santos), Kuscevic e Viña (Gustavo Scarpa); Danilo, Gabriel Menino, Zé Rafael e Raphael Veiga (Pedro Acácio); Willian (Breno Lopes) e Luiz Adriano (Rony). Técnico: Abel Ferreira

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel e Cantillo (Ramiro); Gustavo Mosquito (Xavier), Cazares (Everaldo) e Mateus Vital (Léo Natel); Jô. Técnico: Vagner Mancini