PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lambreta, elástico, 360; conheça os autores desses famosos dribles e outros

Rivellino em ação pela seleção brasileira na Copa de 1970 - Peter Robinson/Getty Images
Rivellino em ação pela seleção brasileira na Copa de 1970 Imagem: Peter Robinson/Getty Images

Brenda Mendes

Do UOL, em São Paulo

28/09/2020 04h00

Você que gosta de futebol provavelmente conhece o nome dos dribles que mais aparecem nos gramados. Mas e quem os criou? Elástico, drible da foca, carretilha são alguns dos dribles mais famosos no Brasil e ao redor do mundo. Muitos desses foram inventados por brasileiros, como o elástico, que ficou conhecido por meio dos pés de Rivellino.

O UOL Esporte se debruçou sobre a história de cada um e conta para você quem são os inventores:

Drible da vaca

O drible da vaca é aquele em que o jogador em frente ao marcador toca a bola para um lado e passa pelo adversário do outro, retomando o controle da bola mais à frente. Quem inventou esse drible foi Eduardo Amorim, jogador do Cruzeiro e do Corinthians, na década de 70 e 80. O movimento giratório que o drible faz lembrava o giro do rabo da vaca. Inicialmente, foi assim que ele foi nomeado — Eduardo, inclusive, até hoje carrega o "Rabo de vaca" como apelido. Com o tempo, acabou abreviado para drible da vaca, mesmo. Algumas lendas rurais dizem que a expressão foi inventada por pessoas que jogavam em pastos de fazendas e precisavam driblar os animais.

Elástico

É o aquele em que o jogador toca com a parte de fora do pé na bola e em seguida com a parte de dentro, um movimento rápido e contínuo, sendo similar ao movimento do elástico que vai e volta. Ficou conhecido com Rivellino, mas quem criou foi Sergio Echigo, ex-ponta de família japonesa que atuou no Corinthians e no Bragantino na década de 60.

Pedalada

A pedalada consiste em passar os pés sobre a bola sucessivamente, do interior para o exterior. O inventor foi o holandês Law Adam, que jogou pelas seleções da Suíça e da Holanda, e pelo Grasshopper-SUI, na década de 1920.

Aqui no Brasil, a autoria foi dada a outro jogador, que apareceu 40 anos depois: Leivinha, que passou pelo futsal antes de iniciar sua carreira nos campos. Ele brilhou por Portuguesa e Palmeiras nas décadas de 60 e 70, além de jogar pela seleção brasileira e se tornar ídolo do Atlético de Madri.

Lambreta ou carretilha

A lambreta acontece quando o jogador prende a bola com os pés e com um toque encobre o adversário, em uma espécie de chapéu — você já deve ter visto Falcão, o craque do futsal, aplicar o drible. A invenção está no nome de Kaneco, ponta-direita do Santos na década de 60, mas há quem diga que o lance já tinha sido protagonizado por Carlinhos Ramos Leal, jogador do Sport, na década de 50.

Drible da foca

Nele, o jogador coloca a bola sobre sua cabeça e corre dando cabeçadas enquanto passa pelos adversários. Kerlon Moura Souza, ex-Cruzeiro e Internazionale, criou a jogada em 2005, quando jogava pelo clube mineiro. O drible ficou conhecido mundialmente e, por toda a carreira, o autor foi conhecido como Kerlon Foquinha.

No vídeo, Everton Ribeiro reproduz o drible de Kerlon.

Corta-luz

O corta-luz é um drible em que o jogador engana o adversário, fazendo a movimentação para receber a bola, mas deixa ela passar para outro companheiro. É um movimento clássico e, hoje, é usado na maioria dos esportes — no basquete, ele é considerado quase um elemento básico, como bater, arremessar ou passar bola. Embora não se saiba a autoria do drible no futebol, ele ficou mundialmente famoso a partir de 1970, quando Pelé o aplicou na semifinal da Copa do Mundo contra o Uruguai, deixando o goleiro completamente perdido. O lance se tornou um dos dribles consagrados do craque.

Vai para lá que eu vou para cá

O drible do Robinho percorreu o mundo quando ele fez nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 em uma partida contra o Equador, que terminou 5 a 0 para o Brasil. O jogador pedalou e desconcertou o marcador, indo de um lado para o outro perto da linha de fundo, até passar livre e dar uma assistência magnífica para o gol de Elano. (Minuto 1:40)

Siga o UOL Esporte no

"Roleta" ou 360

Esse drible consiste em parar a bola com um pé, e puxar o outro sobre a bola, dando um giro de 360º graus. Esse drible era a marca registrada do francês Zidane, campeão do mundo pela França em 1998. Antes dele, porém, o argentino Maradona também costumava aplicar a roleta. Hoje, é reproduzido no mundo todo.

Chapéu e caneta

Além desses dribles, o chapéu e a caneta são muito utilizados por jogadores desde o início do futebol, mas não há registros sobre quem foi o primeiro a executar cada um deles. Há algumas versões diferentes dos dois, como o chapéu com a sola da chuteira que Neymar aplicou em uma partida do Santos e as incontáveis canetas espetaculares de Messi.

Futebol