PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Luxa peitou moral de Figo e ganhou crédito no Real ao barrar "galáctico"

Técnico Vanderlei Luxemburgo durante passagem pelo Real Madrid - Mike Egerton - PA Images
Técnico Vanderlei Luxemburgo durante passagem pelo Real Madrid Imagem: Mike Egerton - PA Images

Do UOL, em Santos (SP)

10/08/2020 11h33

Resumo da notícia

  • Vanderlei Luxemburgo e Luis Figo não se entenderam muito bem no Real Madrid
  • Técnico barrou o atacante português depois de alguns jogos no time merengue
  • Luis Figo até hoje diz que Luxa foi o responsável por sua saída precoce do Real
  • "As coisas foram se deteriorando e acabei saindo do Real pelas decisões dele", disse
  • No último fim de semana, Luis Figo classificou Luxemburgo como 'o pior'

Apontado por Luis Figo como "o pior", Vanderlei Luxemburgo conviveu por cerca de oito meses com o português eleito melhor jogador do mundo em 2001. A relação entre ambos não foi nada amigável, e o atacante até hoje demonstra mágoa e aponta o técnico como responsável por sua saída precoce do Real Madrid - uma vez que ainda tinha um ano de contrato quando saiu.

Vanderlei Luxemburgo chegou ao Real Madrid no fim de 2004, após ser campeão brasileiro com o Santos, e uma das primeiras mudanças que fez depois de alguns jogos foi sacar Luis Figo para promover a entrada do inglês Michael Owen - que havia brilhado na Copa de 2002. Na época, a atitude foi vista como um ato de personalidade de um treinador, até então, desconhecido por aquelas bandas.

Apesar das eliminações para Valladolid (Copa do Rei) e Juventus (Liga dos Campeões) ainda nas oitavas de final dessas competições, o trabalho de Luxemburgo seguiu com certo prestígio, especialmente por conta do aumento no aproveitamento no Campeonato Espanhol.

Nas 22 partidas que realizou na temporada 2004/05 do Campeonato Espanhol, Luxemburgo acumulou 16 vitórias, três empates e apenas três derrotas, o que lhe valeu a confiança dos torcedores merengues. Nas dez rodadas finais da Liga, foram dois empates e oito vitórias, uma delas um 4 a 2 sobre o Barcelona (relembre no vídeo abaixo), que sete rodadas depois seria campeão espanhol.

Enquanto isso, Figo continuava perdendo prestígio com Luxemburgo, que escalou o português como reserva em toda reta final do Espanhol de 2004/05. A prova de que o primeiro 'galáctico' a chegar no Real Madrid - ainda em 2000 - dificilmente recuperaria seu espaço com Luxa foram as contratações dos brasileiros Robinho e Julio Baptista para a temporada 2005/06.

Sem jogar, Figo preferiu deixar o Real Madrid antes mesmo do término do contrato, e acertou com a Inter de Milão. Nos dias de hoje, o português ainda deixa claro que as decisões do treinador anteciparam a sua saída do clube merengue. "O início da minha relação com ele foi normal, de treinador e jogador, mas depois as coisas foram se deteriorando um pouco e acabei saindo do Real pelas decisões do treinador, por não jogar", disse aos canais Fox Sports.

"Não foram razões técnicas e sim razões de outro tipo. A experiência que tive começou normal, mas acabou por terminar bastante negativa", acrescentou o português.

Luís Figo, eleito o melhor jogador do mundo em 2001, em ação pelo Real Madrid - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

O Real Madrid de Luxemburgo seguiu sem Figo e com contratação milionárias, mas os resultados não apareceram. Logo em sua estreia na Liga dos Campeões, o time merengue foi derrotado por 3 a 0 pelo Lyon. Depois recuperou-se e conseguiu a classificação para a segunda fase, mas sem apresentar um futebol convincente.

Já no Campeonato Espanhol, a equipe oscilou bons e maus resultados devido principalmente às seguidas contusões de Zidane, Ronaldo e Raul. O pior momento de Luxemburgo foi a derrota de 3 a 0 para o Barcelona, em pleno Santiago Bernabéu, com uma atuação épica de Ronaldinho Gaúcho. Desde então, o treinador foi criticado pelos torcedores e ficou pressionado.

Depois disso, vieram dois empates: contra o Lyon, em casa, pela fase de grupo da Liga dos Campeões, e contra a Real Sociedad, pelo Campeonato Espanhol. Nem mesmo a vitória por 1 a 0 sobre o Getafe na rodada seguinte evitaram a demissão do técnico, que foi criticado e muito vaiado pela torcida ao substituir Ronaldo, autor do gol. Ele foi mandado embora em dezembro de 2005, quase um ano após ter sido contratado pelo clube espanhol.

Figo aproveita post de Rivaldo para criticar Luxa

No último fim de semana, Luis Figo voltou a criticar Vanderlei Luxemburgo. Ele aproveitou um post do ex-companheiro Rivaldo para comentar sobre o técnico. "Parabéns Palmeiras pelo título mais que merecido. Eu já tive grandes treinadores, mas você Luxa foi o melhor. Tudo que os treinadores da Europa fazem hoje você já fazia 25 anos atrás. Você é o melhor", escreveu Rivaldo no Instagram. Luis Figo cornetou o brasileiro nos comentários. "Fera para mim foi o pior mau de mais", rebateu.

Futebol