PUBLICIDADE
Topo

Paulista - 2020

Reforço da Ponte estava na várzea há dois anos e ajudou a derrubar o Santos

Moisés está emprestado à Ponte Preta pelo Concórdia-SC - PontePress/LuizGuilhermeMartins
Moisés está emprestado à Ponte Preta pelo Concórdia-SC Imagem: PontePress/LuizGuilhermeMartins

Do UOL, em Santos (SP)

02/08/2020 04h00

Classificação e Jogos

Autor do gol da virada da Ponte Preta sobre o Santos na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, Moisés viveu na noite da última quinta (30) o momento mais especial de sua carreira profissional. Ela ainda é curta, mas já conta com capítulos interessantes de uma trajetória inesperada no futebol.

Até 2018, Moisés, emprestado pelo Concórdia-SC, era um jogador totalmente desconhecido no futebol brasileiro, ao menos profissional. O atacante, que hoje está com 23 anos, até colecionava gols por campos espalhados em Santa Catarina, mas todos eles na várzea.

Max da Silva, empresário de Moisés, conta ao UOL Esporte que o jogador tinha receio de se arriscar no profissional e não dar certo, uma vez que já ganhava dinheiro com o futebol amador e ainda trabalhava ajudando a descarregar caminhões para ajudar a família financeiramente.

"Todo fim de semana ele jogava, futsal, campo ou praia. Tinha jogo amador que pagava para ele até mil reais", diz o agente. Depois de uma conversa com a família e algumas garantias para se arriscar no mundo profissional, Moisés resolveu tentar a sorte no ano passado.

O primeiro clube de Moisés foi o Hercílio Luz-SC, mas os gols começaram a sair no Concórdia-SC —em duas passagens, foram dez gols em 28 jogos. No Brusque-SC, onde jogou por empréstimo, a marca foi ainda maior, com nove tentos em 11 partidas.

Com o desempenho acima da média no futebol catarinense, Moisés despertou o interesse da Ponte Preta, que o contratou por empréstimo, até abril de 2021, durante a pandemia. Na volta do Paulistão, o atacante entrou nos três jogos, e contra o Santos se mostrou decisivo.

Primeiro, Moisés fez a jogada que originou o escanteio do gol do empate. Depois, aproveitou rebote do goleiro Vladimir e fez o segundo da Macaca, que saiu da Vila Belmiro com a vitória por 3 a 1 e, consequentemente, com a classificação. Agora, enfrenta o Palmeiras na semi.

Com o time embalado, o técnico João Brigatti ainda não deve colocar Moisés desde o início. Mas é quase certo que o atacante terá pelo menos mais alguns minutos para continuar mostrando serviço.