PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro pede bloqueio de R$6,8 milhões em ação contra Itair e Wagner Pires

Wagner Pires de Sá e Itair Machado são processados pela diretoria do Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Wagner Pires de Sá e Itair Machado são processados pela diretoria do Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

10/07/2020 12h40

O Cruzeiro moveu uma ação contra Wagner Pires de Sá, ex-mandatário do clube, e Itair Machado, antigo vice-presidente de futebol. Os mineiros pedem o bloqueio de R$ 6,8 milhões nas contas da dupla que deixou a agremiação em 2019.

A ação foi homologada na 35ª Vara Cível de Belo Horizonte na tarde de ontem (9) e tem o intuito de ressarcimento do que foi recebido pela dupla. A informação foi divulgada pelo Globoesporte.com e confirmada pelo UOL Esporte com uma pessoa ligada à atual gestão.

O clube alega no texto que este valor foi repassado à empresa de Itair Machado durante a gestão de Wagner Pires de Sá. A justificativa para a solicitação é que o Estatuto do Cruzeiro veda qualquer tipo de remuneração a vice-presidentes.

Itair Machado e Wagner Pires de Sá são alvos de investigação do Ministério Público e da Polícia Civil de Minas Gerais. Além da dupla, outros membros da antiga gestão, como Sérgio Nonato dos Reis e Fabiano de Oliveira Costa, são investigados por falsificação de documentos/falsidade ideológica, apropriação indébita, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Cruzeiro