PUBLICIDADE
Topo

No Brasil e Europa: os times que astro da NFL poderia comprar com sua grana

Patrick Mahomes comemora título do Kansas City Chiefs no Super Bowl 54 - REUTERS/Shannon Stapleton
Patrick Mahomes comemora título do Kansas City Chiefs no Super Bowl 54 Imagem: REUTERS/Shannon Stapleton

Do UOL, em Santos (SP)

08/07/2020 04h00

Campeão do último Super Bowl com o Kansas City Chiefs, o quarterback Patrick Mahomes assinou, na segunda-feira (6), o que vem sendo chamada de 'a maior renovação contratual da história do esporte'. Somando seu vínculo atual com a extensão do contrato, ele receberá, nos próximos 12 anos, um valor de até US$ 503 milhões (segundo cálculo da imprensa americana), ou R$ 2,71 bilhões na cotação de ontem (7).

Agora imagina se Mahomes fosse um grande fã de futebol (o soccer mesmo, não o americano) e resolvesse comprar elencos de times pelo mundo? Quais ele teria condições de comprar? O UOL Esporte entrou na brincadeira e fez essa conta, baseado nos números do site Transfermarkt, especialista em transferências de jogadores.

Brasil: Flamengo e mais quatro

Bruno Henrique comemora com companheiros gol na partida Bangu x Flamengo - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

No Brasil, por exemplo, Mahomes poderia comprar não só o Flamengo, dono do elenco mais valioso (R$ 739,6 milhões), mas também os outros quatro times mais caros do país: Palmeiras (R$ 647,7 mi), Grêmio (R$ 590,2 mi), Corinthians (R$ 384,7 mi) e São Paulo (R$ 353,7 mi).

Se somarmos os elencos de todos esses, o valor fica justamente em R$ 2,71 bilhões. Nada mal para o quarterback de 24 anos, não é?

Europa: Roma, Milan, Valencia...

Ibrahimovic comemora gol do Milan com companheiros após marcar contra a Lazio - MB Media/Getty Images - MB Media/Getty Images
Imagem: MB Media/Getty Images

E se mudarmos para a Europa? Mahomes, obviamente, não poderia 'brincar' tanto por lá, mas ainda assim poderia comprar times de peso. Que tal o Valencia, da Espanha, que tem um elenco de R$ 2,56 bilhões? Ou a gigante Roma, da Itália, atualmente com um valor de mercado de R$ 2,33 bilhões?

E caso ele queira comprar dois times de tradição no Velho Continente de uma só vez? Dá também. Ele gastaria, por exemplo, cerca de R$ 2 bilhões para adquirir o Milan, da Itália, e ainda lhe sobraria dinheiro para investir na Sampdoria, que tem um elenco avaliado em R$ 693 milhões. Com o que restasse, ele ainda poderia pagar as contas... Que tal?

Futebol