PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro recebe clubes da Turner e debate MP sobre direitos de transmissão

Bolsonaro recebe representantes de clubes que venderam direitos à Turner - Reprodução
Bolsonaro recebe representantes de clubes que venderam direitos à Turner Imagem: Reprodução

Pedro Lopes e Rodrigo Mattos

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

30/06/2020 14h40

Os oito clubes brasileiros que negociaram seus direitos de TV fechada com a Turner se reuniram hoje em Brasília com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro das Comunicações Fábio Faria. O encontro teve como pauta a Medida Provisória 984 editada pelo Planalto e que dá aos clubes mandantes a prerrogativa de negociarem seus direitos de transmissão.

Participaram do encontro os presidentes de Palmeiras, Bahia, Santos, Ceará, Fortaleza, Athletico-PR, Internacional e Coritiba. A relação entre eles e a empresa norte-americana é, entretanto, litigiosa. A emissora acusa os clubes de descumprirem uma série de cláusulas contratuais. Estes, por sua vez, rechaçam a tese, e acreditam que a empresa esteja em busca de um pretexto para rescindir os acordos sem arcar com uma multa bilionária, algo que ela nega veementemente.

Um dos propósitos do encontro era levar detalhes dessa briga ao Planalto, e mostrar que o grupo norte-americano não tem demonstrado interesse em investir e valorizar o futebol brasileiro. Também foi retomado o debate sobre a liberação para que empresas de telefonia possam produzir conteúdo.

Até agora, o mundo do futebol se divide sobre a validade imediata da MP. Para a Globo, enquanto estiverem em vigor contratos assinados antes da MP ser editada, prevalece a regra anterior: uma emissora só pode transmitir uma partida se tiver direitos de ambas as equipes participando.

Os clubes presentes no encontro apoiam a MP e entendem que, a partir de agora, isso mudou. A emissora que tiver contrato com o clube mandante pode transmitir seus jogos, mesmo que o visitante tenha acordo com uma emissora concorrente.

No caso dos oito presentes na reunião, isso, em um primeiro momento, significaria que a Turner poderia transmitir na TV fechada todos os jogos de clubes com os quais tem contrato, caso estes sejam mandantes. Isso aumentaria a grade da emissora de forma drástica.

Futebol