PUBLICIDADE
Topo

Último argentino da era Gareca no Palmeiras se aproxima do fim do contrato

Allione comemora o seu gol pelo Palmeiras contra o River-URU, na Libertadores - AP Photo/Andre Penner
Allione comemora o seu gol pelo Palmeiras contra o River-URU, na Libertadores Imagem: AP Photo/Andre Penner

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

20/06/2020 04h00

O fim do vínculo entre Palmeiras e Augustín Allione está perto. O contrato entre as partes irá se encerrar em 20 de julho, seis anos depois de o jogador argentino ser anunciado como mais um reforço solicitado pelo técnico Ricardo Gareca, ainda em julho de 2014.

Allione, de 25 anos, está emprestado ao Central Córdoba até o próximo dia 30, poucas semanas antes do término do seu contrato com o Palmeiras. Ele não será renovado, e o estafe do meio-campista está aberto a propostas.

Quando chegou ao Palmeiras, Allione fez parte de um pacote de reforços pedidos por Gareca, que teve passagem curta pelo clube. Além do meia, chegaram o zagueiro Fernando Tobio e os atacante Pablo Mouche e Jonathan Cristaldo.

Allione custou US$ 2,7 milhões (R$ 6 milhões na cotação da época), investimento feito pelo então presidente Paulo Nobre. Com o fim do vínculo, o jogador deixará o Palmeiras de graça.

O primeiro contrato de Allione tinha validade de cinco anos. O vínculo foi renovado no começo de 2018, quando ele chegou a fazer parte dos planos do técnico Roger Machado, mas viu Gustavo Scarpa ser contratado. Sem espaço, o argentino foi emprestado novamente ao Bahia, com contrato renovado até o fim de junho de 2020.

No começo do ano passado, Allione foi emprestado ao Rosario Central, da Argentina, time que defendeu por um ano, antes de vestir a camisa do Central Córdoba.

No Palmeiras, Allione entrou em campo 66 vezes, entre as temporadas 2014 e 2016. O meio-campista marcou cinco gols. No Bahia, entre 2017 e 2018, fez quatro gols em 71 partidas.

Palmeiras