PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Culinária, cavaquinho e livros: como Muralha mata o tempo na quarentena

Alex Muralha, durante partida entre Coritiba e Athletico - Jason Silva/AGIF
Alex Muralha, durante partida entre Coritiba e Athletico Imagem: Jason Silva/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

07/05/2020 16h24

Resumo da notícia

  • Cavaquinho é um dos hobbies do goleiro Muralha durante quarentena
  • Jogador do Coritiba ainda tem lido livros e assistido a algumas séries
  • Além disso, Muralha está tirando um tempo para se dedicar à culinária

Há quase dois meses em quarentena por conta da pandemia do coronavírus, Alex Muralha segue a rotina de treinos dentro de casa baseada numa cartilha determinada pela preparação física e técnica do Coritiba. Fora isso, o goleiro de 30 anos vem aproveitando o tempo que tem de sobra para realizar as mais variadas atividades.

Além de ficar bastante com a esposa e os filhos, Muralha tem feito leitura de livros - o atual se chama 'O Milagre do Amanhã' - e assistido a séries e documentários, além de palestras no Youtube e até alguns tutoriais de culinária: "Estou aprendendo a fazer coisas diferentes", afirmou. Outro hobby de Muralha é o cavaquinho, instrumento que tem praticado com a ajuda de aulas online.

Durante o período de quarentena, Muralha vem se revezando entre seu domicílio em Curitiba e a casa dos pais no interior de Minas Gerais. E apesar do tempo precioso ao lado da família, diz estar com muita saudade dos gramados.

"Sinto falta de tudo", disse. "A nossa vida é o futebol, desde moleque, e acho que nunca ficamos tanto tempo nessa situação, sem a perspectiva de retornar. Sinto falta da boa e velha rotina dos treinos, jogos, do calor da torcida. É algo atípico. Queremos muito voltar, mas desde que com toda a segurança necessária".

Antes da quarentena, Alex Muralha vivia grande fase com a camisa do Coritiba, que antes da paralisação do futebol acabara de derrotar o rival Athletico por 4 a 0, terminando a fase de classificação do Campeonato Paranaense na liderança.

Em março deste ano, Muralha completou um ano de clube com números positivos: em 45 jogos, são 27 vitórias, 12 empates e sete derrotas, com 69% dos pontos conquistados quando esteve em campo. Ele ainda possui uma boa média de gols sofridos, sendo 35 no total - inferior a um gol por jogo, com 0,77. Além disso, saiu de campo sem ser vazado em 19 confrontos.

Futebol