PUBLICIDADE
Topo

Apesar de pouco atuar, uruguaio gera expectativa e é bem avaliado no Flu

Uruguaio Michel Araujo, de 23 anos, teve poucas oportunidades no Fluminense até aqui - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Uruguaio Michel Araujo, de 23 anos, teve poucas oportunidades no Fluminense até aqui Imagem: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/03/2020 04h00

Contratação celebrada pela torcida e digna de um investimento de cerca de R$ 3,3 milhões, o meia uruguaio Michel Araújo, de 23 anos, tenta engrenar no Fluminense. Apesar de ser bem avaliado pelo técnico Odair Hellmann, o jogador ainda busca igualar a condição física em relação ao restante do elenco, ponto que vem sendo dissonante neste começo de passagem pelas Laranjeiras.

A chegada do meia-atacante foi oficializada em meados de janeiro e a estreia com a camisa tricolor aconteceu em 1º de fevereiro, em partida contra o Boavista, pelo Campeonato Carioca.

Até aqui, porém, foram apenas três partidas disputadas e 62 minutos em campo. Em nenhuma das oportunidades atuou como titular — os outros dois jogos foram contra o Unión La Calera, do Chile, pela Sul-Americana.

Apesar de o técnico Odair Hellmann analisar o jogador de maneira positiva e ver nele características que podem ajudar ao esquema tático utilizado, a pouca utilização tem alguns motivos: a adaptação ao Rio de Janeiro e a parte física.

Michel é cria da base do Racing e teve uma passagem pelo Villa Teresa, ambos do Uruguai. Assim, o Fluminense é a primeira experiência fora do país natal e tal quesito tem pesado no trabalho. Soma-se a isso uma virose que o acometeu no começo do mês, e que o afastou por quatro dias dos treinos do grupo tricolor.

"É jovem, vai evoluir muito ainda. Michel vem de uma escola totalmente diferente de futebol, de cultura... Trabalhei com muitos jogadores do Uruguai, Argentina, países sul-americanos, e sei que na maioria das vezes, não 100%, mas na maioria eles demoram um tempo para se adaptar, se soltar, conhecer a alimentação, onde mora... Lá ele já tinha ambiente de amigos, aqui ainda está construindo tudo isso. É um processo com calma, pode ter certeza que, quando estiver ambientado, vai conseguir produzir o futebol dele", avaliou Odair Hellmann após a derrota para o Boavista.

Fluminense