PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em casa de empresária, MP encontra lote de bolas alusivas a Ronaldinho

Ricardo Perrone

Do UOL, em Assunção (PAR)

13/03/2020 09h41

O Ministério Público do Paraguai cumpriu diligência na casa e na empresa Dalia López, acusada de intermediar a confecção de documentos falsos usados por Ronaldinho Gaúcho e seu irmão e empresário Assis para entrarem no Paraguai.

Além de uma série de documentos, foram apreendidas bolas alusivas a Ronaldinho. O ex-jogador faria eventos beneficentes para a ONG da empresária.

À TV ABC, Gustavo Rodi, porta-voz de Investigação de Delitos da Polícia, disse que foram recolhidas entre quatro e seis mil bolas.

O principal objetivo da operação, no entanto, não foi alcançado. Era a detenção de Dalia. O Ministério Público conseguiu uma ordem de detenção da empresária. A defesa considera a tentativa de prender sua cliente ilegal, isso porque entende que que ela já está à disposição do Ministério Público da Justiça.

Há uma audiência marcada para o próximo dia 18 e os advogados asseguram que Dalia irá comparecer. Além da participação no caso dos passaportes de Ronaldinho e Assis, o Ministério Público acredita que ela esteja envolvida em lavagem de dinheiro.

Futebol