PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Juca: "O botafoguense está esperando do Honda o que o Seedorf deu"

Mauro Cezar: "Dia 8 de fevereiro, o Flamengo não deveria jogar nunca mais"

UOL Esporte

Do UOL, em São Paulo

11/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

A torcida do Botafogo armou uma grande recepção para o japonês Keisuke Honda, novo reforço do clube, que desembarcou no Rio de Janeiro no sábado. O jogador foi ao Maracanã ver o clássico entre o time alvinegro e o Fluminense, pelo Campeonato Carioca, que acabou em 3 a 0 para o rival e a demissão de Alberto Valentim, agora ex-técnico botafoguense.

No podcast Posse de Bola #19, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam a expectativa criada pela torcida botafoguense com a chegada do japonês e sugerem cautela.

"O Honda, coitado, quando ele chega estava 2 a 0 para o Fluminense, aí ele vê o Fluminense fazer o terceiro gol, aí quando ele desce no vestiário, o chefe dele, que seria ontem, já não é hoje. Realmente, o japonês, sem falar português e sem ter mulher. O Botafoguense está esperando do Honda o que o Seedorf deu. Não compare!", afirma Juca.

"O Seedorf tinha companhia mil vezes melhor do que o Honda vai ter, o time do Botafogo é fraquíssimo", responde Arnaldo.

Mauro Cezar analisa as consequências da derrota botafoguense no Maracanã e afirma que a torcida precisa ter cautela com a expectativa que deposita em Honda.

"Acho que o Botafogo tem que agradecer ao Fluminense porque não o surrou como poderia e motivou a troca de técnico que era necessária, aquilo ali não ia a lugar nenhum, gente", afirma Mauro.

"Foi legal a recepção, só acho importante o torcedor ter a noção de que é um cara que não tem jogado regularmente, fez quatro partidas pelo Vitesse, depois foi jogar lá na Austrália, um time mediano da tabela lá, Melbourne alguma coisa. Ele é técnico da seleção do Camboja, ainda tem isso também, é um cara que está em outra, não está jogando um futebol competitivo há algum tempo, então ele vai ter que retomar isso", conclui Mauro.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol