PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Bruno Guimarães lembra críticas e exalta classificação invicta para Tóquio

Capitão do Brasil, Bruno Guimarães carrega a bola no jogo contra a Argentina no Pré-Olímpico - REUTERS/Luisa Gonzalez ORG XMIT
Capitão do Brasil, Bruno Guimarães carrega a bola no jogo contra a Argentina no Pré-Olímpico Imagem: REUTERS/Luisa Gonzalez ORG XMIT

Do UOL, em São Paulo

10/02/2020 01h25

O volante Bruno Guimarães exaltou a classificação da seleção brasileira aos Jogos Olímpicos Tóquio-2020, conquistada na noite de ontem (9) com uma imponente vitória por 3 a 0 sobre a Argentina. Capitão da equipe de André Jardine, o jogador lembrou as críticas que a equipe recebeu pelas más atuações que teve nos dois primeiros jogos da fase final do torneio classificatório e fez questão de ressaltar que o Brasil foi o único time que se manteve invicto.

"A gente sabia que era um clássico, uma decisão em todos os sentidos. Fizemos um grande jogo. Nos outros, tínhamos falhado um pouco na finalização. A gente tomou porrada de todos os lados, mas nos classificamos e fomos o único time invicto. Isso nos deixa muito feliz", disse o jogador.

Contratado pelo Lyon, da França, durante a disputa do Pré-Olímpico, Bruno admitiu que não foi fácil conviver com as incertezas sobre seu futuro. "Foi um momento difícil, mas fiquei totalmente focado aqui, deixei a maior parte com meus agentes. A única coisa que tive que fazer foi dar a resposta final".

Por fim, o ex-jogador do Athletico "cavou" sua vaga entre os jogadores que defenderão o título olímpico no Japão. "Agora é rumo a Tóquio. Estou muito feliz e espero estar lá".

Diferentemente dos 23 convocados que pôde levar à Colômbia, o técnico André Jardine terá que escolher apenas 18 jogadores para os Jogos Olímpicos (virtualmente 15), já que será possível selecionar até três atletas com mais de 23 anos de idade.

Seleção Brasileira