PUBLICIDADE
Topo

Adilson elogia Cruzeiro e pede calma com decisões erradas dos mais jovens

Treinador pediu calma com os garotos que hoje formam a base do Cruzeiro - Bruno Haddad/Cruzeiro
Treinador pediu calma com os garotos que hoje formam a base do Cruzeiro Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

28/01/2020 22h54

Classificação e Jogos

O Cruzeiro venceu sua segunda partida no Campeonato Mineiro, desta vez superando o Villa Nova por 1 a 0 no Mineirão. Em campo, os garotos que formam a base do time mostraram intensidade e bastante movimentação. Por outro lado, pecaram principalmente no segundo tempo, mostrando ansiedade no momento de definir as jogadas. Em sua entrevista, Adilson voltou a pedir calma no processo de evolução e mostrou-se satisfeito com o crescimento dos jogadores.

"Tivemos algumas dificuldades no primeiro tempo em função dos erros de passe. Não encaixamos, não aproveitamos os espaços. Depois fizemos a última escolha de forma errada, o que prejudicou muito o volume do jogo. Mas no segundo tempo nós criamos chances claras de gol. O volume de jogo já foi melhor", iniciou o técnico.

Na partida contra o Villa, Jadsom e Adriano voltaram a se destacar de forma positiva. No ataque, Mauricio chamou a responsabilidade e colheu até mais elogios que o veterano Rodriguinho, apagado em campo. Apesar da vitória, o Cruzeiro só alcançou os três pontos por causa de um gol contra marcado pelo atacante Wellington. Antes disso, a Raposa já havia criado boas chances de marcar, mas ficou no quase, muitas vezes devido à afobação para balançar logo as redes.

"O torcedor não precisa desconfiar, é um time jovem que irá apresentar dificuldades. Espero contribuir com o crescimento profissional, na tomada de decisão, na escolha de um companheiro, nos passes, no jogo aéreo. Isso é natural. Quando eu disse para ter paciência, é por isso, eles vão errar. Mas o torcedor está ajudando e entendendo, estou gostando disso", acrescentou.

Cruzeiro