PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Léo pede paciência em reconstrução do Cruzeiro: "É jogo a jogo"

Zagueiro Léo, do Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Zagueiro Léo, do Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

22/01/2020 23h45

Classificação e Jogos

Um dos remanescentes do badalado elenco do Cruzeiro, Léo deseja participar da reconstrução do clube em 2020. Após a vitória por 2 a 0 sobre o Boa Esporte, na primeira rodada do Campeonato Mineiro, o defensor falou sobre o trabalho feito com os jovens no ano seguinte ao rebaixamento inédito para a Série B do Brasileirão.

"O Boa é um time organizado, arrumadinho, com jogadores rápidos. A gente suportou bem, conseguiu neutralizar os jogadores dele. A gente fala garotada, mas eles já têm responsabilidade para caramba, alguns de 18 anos têm até filho. É passar experiência para os jovens. Fui capitão do Grêmio com praticamente 18 anos", declarou.

"É um processo, jogo a jogo, tijolo por tijolo a gente vai reconstruindo. Ninguém reconstrói sozinho. Vamos todos juntos nessa batalha para galgar as vitórias", acrescentou.

Léo explica que tem passado um pouco de sua "malandragem" para os garotos recém-promovidos por Adilson Batista.

"Por meio da conversa, como tem sido nesses 15 dias. O professor também orienta dentro e fora de campo, até para dar tranquilidade durante a partida. É um processo, eles vão entendendo mais e tendo um pouco mais de malandragem nesse quesito. Vamos aproveitar a juventude e a força para que a gente consiga o objetivo, que é sempre conquistar os três pontos", concluiu.

Cruzeiro