PUBLICIDADE
Topo

Rodriguinho vira exceção no Cruzeiro e será aproveitado até definir futuro

Como ainda estuda proposta do Cruzeiro, Rodriguinho será aproveitado por Adilson até definir se sai ou fica - Bruno Haddad/Cruzeiro
Como ainda estuda proposta do Cruzeiro, Rodriguinho será aproveitado por Adilson até definir se sai ou fica Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

19/01/2020 04h00

Entre os medalhões do Cruzeiro meia Rodriguinho será uma exceção no time do que fará sua estreia no Campeonato Mineiro contra o Boa Esporte, na próxima quarta-feira (22). Apesar de ainda não ter definido seu futuro, assim como outros jogadores importantes, o meia ainda estuda permanecer no Cruzeiro e topou ajudar o time enquanto não coloca um ponto final em sua situação.

Rodriguinho é dono de um dos salários mais altos do Cruzeiro. Por isso, o jogador já iniciou as conversas com a diretoria sobre uma readequação salarial. Mas ao contrário de Fred, Sassá e Dedé, que já sinalizaram a intenção de sair, Rodriguinho ainda cogita permanecer, embora também esteja aberto para conversar com outros clubes interessados em contar com ele.

Nos treinamentos do time na Toca da Raposa, o meia é o único veterano disponível e escalado por Adilson Batista no setor de criação. Se permanecer, a nova formação celeste deverá ter Rodriguinho como principal organizador de jogadas, responsável por abastecer garotos como Welinton Torrão, Judivan e Vinicius Popó.

Rodriguinho foi uma das grandes contratações do Cruzeiro em 2019, mas praticamente jogou somente no primeiro semestre. Depois de voar na disputa do estadual e fase de grupos da Libertadores, o meia sentiu o ritmo de jogo com a chegada do Brasileirão e entrou para o departamento médico por causa de dores na região lombar. Quando estava quase voltando aos gramados, precisou de uma nova intervenção cirúrgica e ficou de molho até o final do ano. Pelo Cruzeiro, o jogador fez 20 partidas e marcou oito gols.

Cruzeiro