PUBLICIDADE
Topo

Cidade Tricolor eleva patamar do Bahia. Veja diferenças para o Fazendão

Darío Guimarães Neto
Imagem: Darío Guimarães Neto

Marcello De Vico *

Do UOL, em Salvador

11/01/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Bahia inaugura hoje o novo centro de treinamento, chamado Cidade Tricolor
  • Com isso, Bahia deixará o Fazendão, que foi sua casa nos últimos 40 anos
  • UOL Esporte lista algumas melhorias do novo CT em relação ao Fazendão

Acontece hoje (11), a partir das 9h30 (de Brasília), a inauguração oficial do Centro de Treinamento Evaristo de Macedo, popularmente conhecido como Cidade Tricolor. O novo CT do Bahia que já vem sendo utilizado pelo elenco desde o começo da semana — em substituição ao Fazendão, casa tricolor nos últimos 40 anos.

O UOL Esporte esteve no complexo na tarde de ontem (10) e pôde ter uma ideia do quanto o local deve elevar o patamar do Bahia no que diz respeito à estrutura para treinamentos.

A Cidade Tricolor traz inúmeras melhorias em relação ao Fazendão, a começar pelo tamanho do terreno: 304.487 m², contra 'apenas' 125.000 m² do antigo CT. Quase três vezes maior.

Darío Guimarães Neto
Imagem: Darío Guimarães Neto
O hotel em que jogadores e comissão técnica se hospedarão, apontado como 4 estrelas pelo Bahia, contará com 57 quartos, sendo 27 para o profissional -- 26 duplos e 1 individual -- e 30 para as categorias de base, todos eles quádruplos.

No total, o local poderá hospedar 52 jogadores do profissional e mais 120 atletas da base. No Fazendão, o número é menor: 92 vagas para a base, e apenas 24 para o time principal.

Levando em conta apenas o profissional, o novo CT recebe algumas novidades como salão de jogos profissional, parque infantil e campo funcional, itens não presentes no Fazendão. Já para a base, algumas das novidades são uma biblioteca e uma academia própria, além de três campos - ao invés de dois - e irrigação automatizada.

Um ponto negativo é a distância. Localizada entre as cidades de Dias D'Ávila e Camaçari, a Cidade Tricolor fica a cerca de 60 km da Arena Fonte Nova, enquanto o Fazendão ficava a aproximadamente 45 km. Para minimizar esse fator, o Bahia disponibilizará ônibus para levar os funcionários por meio de três linhas que serão espalhadas por Salvador: Fonte Nova, Iguatemi e Salvador Norte Shopping.

Darío Guimarães Neto
Imagem: Darío Guimarães Neto

E o Fazendão?

Com a mudança para a Cidade Tricolor, o Bahia pretende vender o Fazendão e inclusive publicou, em dezembro do ano passado, um edital de concorrência privada para os interessados.

"Estamos no processo de venda. Lançamos um edital para a apresentação de propostas, mas não quer dizer que a gente vá vender ainda. É o caminho provável, mas isso ainda depende de decisão do Conselho, da assembleia geral de sócios...", explicou o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, em entrevista ao UOL Esporte.

* o repórter viajou a convite do Esporte Clube Bahia

Bahia