PUBLICIDADE
Topo

Fluminense quer volta de ídolo Fred, e Cruzeiro está disposto a liberá-lo

Caio Blois e Thiago Fernandes

Do UOL, no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte

12/12/2019 04h00

Um retorno muito esperado pelos torcedores do Fluminense está, sim, próximo de acontecer. O atacante Fred, maior ídolo recente do clube, interessa ao Tricolor, ainda que a diretoria negue por meio de comunicados oficiais. Não há negociação em curso, ainda que a vontade das partes seja mútua. O Flu espera que o jogador acerte suas pendências com o Cruzeiro, que está disposto a liberá-lo em função do alto custo de seu contrato.

Amigo pessoal de Mario Bittencourt, Fred se reaproxima do clube passo a passo desde sua saída. Sua primeira aparição após a conturbada negociação com o Atlético-MG, em 2016, foi ainda na gestão Pedro Abad, quando recebeu uma camisa com o número 172, a quantidade de gols que marcou pelo Tricolor. No final de 2017, o então mandatário confirmou que tentou repatriar o ídolo.

Quando o novo presidente assumiu, Fred ligou para parabenizá-lo. Em novembro, treinando pelo Cruzeiro, visitou as Laranjeiras, cumprimentou funcionários, amigos e conversou a sós por quase uma hora com Mario Bittencourt.

Com boa relação com a diretoria cruzeirense, o Flu aguarda os próximos passos da negociação de Fred com o clube celeste. Após a queda para a Série B, os mineiros precisam enxugar a folha salarial. O Cruzeiro tem débitos com o jogador, que possui altos vencimentos. Só depois que houver algum aceno favorável à liberação o Tricolor começará a negociar, de fato, com seu antigo capitão.

O Cruzeiro não quer manter Fred em 2020. Mesmo que o atacante tenha contrato até dezembro, a diretoria sabe que não dá para segurá-lo na Toca da Raposa II por causa do investimento elevado.

Pedro H. Tesch/AGIF
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

O centroavante de 36 anos é dono do maior salário do clube - R$ 800 mil mensais na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). A intenção é se desfazer do experiente atleta e evitar gastos durante a segunda divisão, quando o orçamento será reduzido. A diretoria já sinalizou a intenção de liberá-lo no próximo ano. O estafe do atleta, inclusive, já foi comunicado. No entanto, será necessário quitar uma dívida alta com o veterano.

Desde que foi contratado, em janeiro de 2018, Fred jamais recebeu direitos de imagem do clube. Já são 24 meses de atraso no pagamento ao atacante. A mesma coisa ocorreu com o empresário do atleta, Francis Melo. Ele recebeu apenas uma parcela da comissão da venda do jogador e espera que o montante seja pago.

Com a camisa do Fluminense, entre 2009 e 2016, Fred disputou 288 jogos e marcou 172 gols. Terceiro maior artilheiro da história do clube, o jogador nunca escondeu sua vontade de encerrar a carreira no Tricolor, onde conquistou dois títulos do Campeonato Brasileiro, em 2010 e 2012, um Campeonato Carioca, em 2012, e a Primeira Liga, em 2016. Após deixar o Rio de Janeiro, ele nunca balançou as redes contra o Flu.

Nelson Perez/Fluminense FC
Imagem: Nelson Perez/Fluminense FC

Fluminense