Topo

Henrique cita momento para evitar festas no Cruzeiro: "tudo no seu tempo"

Volante defendeu que companheiros de equipe evitem confraternizações até o final do Brasileirão - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Volante defendeu que companheiros de equipe evitem confraternizações até o final do Brasileirão Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

21/11/2019 16h02

Resumo da notícia

  • Volante e capitão do Cruzeiro falou que momento delicado do clube é de evitar festas e confraternizações
  • Diretoria do clube também solicitou que os atletas evitem festas até o final do Brasileirão
  • Volante garantiu que elenco celeste está focado para afastar o clube da ameaça do rebaixamento
  • Na manhã de hoje, muros da Toca da Raposa amanheceram com pichações contra jogadores e diretoria

Devido ao momento delicado do Cruzeiro neste final de temporada, o capitão Henrique deu sua opinião sobre o comportamento dos companheiros fora de campo. Para o volante, a situação do clube no Brasileirão pede que os atletas evitem festas e confraternizações.

"Nós que estamos há mais tempo no Cruzeiro somos o que mais pedimos isso. Pedimos para que evitem. Você pode fazer as coisas, mas tudo no seu devido tempo, no seu devido momento, com equilíbrio, com sabedoria. Daqui a 20 dias, você vai ter o tempo para descansar e pode fazer o que quiser nas férias. Então, tem tempo para tudo na vida, é o que a gente sempre fala. Nós somos atletas e somos exemplos e, às vezes, a gente tem que transmitir que está focado, concentrado naquilo que a situação te pede", comentou o capitão.

Na madrugada de terça para quarta-feira, alguns jogadores do Cruzeiro estavam comemorando o aniversário da esposa do zagueiro Dedé em uma casa de festas na região da Pampulha quando membros de uma torcida organizada invadiram o local para questionar os jogadores.

"Às vezes, você vai para o aniversário para distrair. Não que você não esteja focado, mas em consideração ao aniversariante. Isso não quer dizer que você está desrespeitando, depende das festas que você faz. Aí sim, se for diferente de festa familiar, é festa que não se arrisca. Mas quando há família é mais tranquilo. Mas o torcedor sabe que estamos focados. O problema é o resultados que não estamos conseguindo. Estamos focados para tirar o Cruzeiro desta situação o mais rápido possível. Todos nós pedimos falamos para evitar o máximo possível, porque neste momento tudo é motivo", acrescentou.

Apesar de reconhecer que os jogadores estavam em um ambiente familiar, a diretoria do Cruzeiro informou que também irá solicitar aos atletas que evitem participar de festas durante essas últimas semanas da temporada de futebol. Nesta quinta-feira, novas manifestações foram realizadas pela torcida. Muros da Toca da Raposa amanheceram pichados com mensagens contra a diretoria e elenco celestes.

Cruzeiro