Topo

Libertadores - 2019


Polícia prende suspeitos que planejavam invadir Maracanã em Fla x Grêmio

Torcida do Flamengo vai lotar o Maracanã no jogo contra o Grêmio - Leo Burlá / UOL Esporte
Torcida do Flamengo vai lotar o Maracanã no jogo contra o Grêmio Imagem: Leo Burlá / UOL Esporte

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/10/2019 08h56

Em operação realizada hoje (22), a Polícia Civil prendeu suspeitos de planejarem uma invasão ao Maracanã, que seria realizada amanhã (23), antes da partida entre Flamengo e Grêmio, válida pela semifinal da Copa Libertadores. Já são 20 detenções até aqui. A informação foi inicialmente divulgada pela TV Globo e confirmada pelo UOL Esporte.

A ação em curso espera cumprir 27 mandados de prisão e 89 intimações do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos. O plano é que estas pessoas citadas não se aproximem do estádio amanhã (23).

As investigações tiveram por base o monitoramento de rede sociais e detectaram indícios de falsificação de ingressos e planos de roubos a torcedores.

Em áudios interceptados, o grupo planejava roubos a pedestres e aos vendedores ambulantes. Em algumas conversas, um dos investigados fala de um grupo de 500 pessoas e minimiza o poder do efetivo policial.

Durante a operação, duas pessoas foram baleadas no Jacarezinho, zona norte do Rio de Janeiro. Integra a lista de feridos uma pessoa que estava dentro de um ônibus durante a troca de tiros.

Siga o UOL Esporte no

Alerta máximo

Em reunião realizada na última sexta-feira (18), foram costuradas algumas ações necessárias para mobilidade e logística no dia do jogo pela competição continental.

Neste encontro, foram apontadas as necessidades de cada órgão envolvido, e ficou definido que será usado o alerta máximo em relação à segurança.

"O encontro foi altamente positivo. Os objetivos são claros, realizar um evento com qualidade grande, que as pessoas possam ir e voltar com segurança, e que a cidade do Rio saia fortalecida com um evento dessa natureza sendo realizado sem nenhum tipo de problema", disse Marcelo Viana, diretor de competições da Ferj.

"As reuniões sempre acontecem. Claro que, em um evento dessa grandeza, um segundo jogo e decisivo de uma semifinal de Libertadores, tudo será aplicado com uma amplitude maior. O efetivo será posto em grau máximo de dispositivo de segurança", completou.

Sul-Americana na memória

A final da Sul-Americana de 2017, entre Flamengo e Independiente, da Argentina, partida marcada por uma grande confusão ao redor do Maracanã, foi lembrada.

Em relação às ameaças de invasão feitas em perfis em redes sociais, Vianna afirmou que já um trabalho visando evitar novos problemas como os que aconteceram há dois anos

"O que aconteceu foi um jogo fora da curva. Desde então, pegamos o que aprendemos com aquele jogo e estamos colocando em prática. Estamos atentos e o setor de inteligência já está analisando o que pode acontecer ou o que é apenas fake news para poder saber onde atacar", declarou.

Siga o UOL Esporte no