Topo

Esporte


Corinthians elimina Flu com gol no Maracanã e alcança semifinal inédita

Pedrinho marcou aos nove minutos do segundo tempo após bola espirrada em cruzamento de Clayson - REUTERS/Pilar Olivares
Pedrinho marcou aos nove minutos do segundo tempo após bola espirrada em cruzamento de Clayson Imagem: REUTERS/Pilar Olivares

Do UOL, em São Paulo

29/08/2019 23h29

Graças a um gol marcado por Pedrinho aos nove minutos do segundo tempo, o Corinthians se classificou para as semifinais da Copa Sul-Americana com o empate em 1 a 1 com o Fluminense, hoje à noite, no Maracanã - Pablo Dyego fez para o time da casa após longa checagem da arbitragem de vídeo, mas não foi suficiente. Como o jogo de ida terminou empatado em 0 a 0 na Arena de Itaquera, o gol qualificado é que rendeu a vaga. O Corinthians tem pela frente o Independiente del Valle, do Equador.

O jogo de hoje marcou a estreia do técnico Oswaldo de Oliveira no comando do Flu, que recebeu mais de 57 mil torcedores no Maracanã. Mas quem levou a melhor foi o time de Fábio Carille, que atingiu pela primeira vez em seis participações as semifinais da competição continental.

Os jogos da semifinal ocorrerão nos dias 18 de setembro, em São Paulo, e 25, em Quito. A outra chave tem Atlético-MG e Colón (ARG). Antes, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense recebe o Avaí na segunda-feira (2), e o Corinthians enfrenta o próprio Galo na Arena, domingo, às 19h.

Pedrinho decisivo

Com boa movimentação, Pedrinho confundiu a marcação e deu trabalho para Caio Henrique pela direita - Thiago Ribeiro/AGIF
Com boa movimentação, Pedrinho confundiu a marcação e deu trabalho para Caio Henrique pela direita
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Desfalque na última partida do Corinthians e submetido a tratamento intensivo nos últimos dias por causa de dores no quadril, Pedrinho resolveu o jogo de hoje ao aproveitar uma bola espirrada após chute de Clayson e desvio de Igor Julião, aos nove minutos do segundo tempo. O meia ainda arriscou bolas de fora da área, deu movimentação ao setor ofensivo tentando se descolar da marcação e foi o melhor em campo no Maracanã. Foi seu segundo gol na Sul-Americana, sexto na melhor temporada como profissional. Ele saiu com dores no segundo tempo, substituído por Ramiro.

Yony não aproveita

Esperança ofensiva do Fluminense, Yony González já havia sido destaque negativo no jogo de ida e hoje, novamente, não justificou a boa fama ao longo da temporada. Ele aceitou a marcação do Corinthians, não deu opção às chegadas de Nenê e Marcos Paulo e errou alguns lances pontuais, como uma ajeitada para Igor Julião após bom cruzamento de Caio Henrique, já no segundo tempo. Uma noite pouco produtiva.

Flu com mais volume de jogo

Meia teve bom desempenho, mas foi substituído no segundo tempo no Maracanã - REUTERS/Pilar Olivares
Meia teve bom desempenho, mas foi substituído no segundo tempo no Maracanã
Imagem: REUTERS/Pilar Olivares

Ganso foi uma espécie de termômetro do Fluminense, principalmente no primeiro tempo. Marcado de perto por Júnior Urso, o meia precisou inverter de lado e recuar para ver o jogo com mais clareza e criar chances. Com Nenê pela direita e Marcos Paulo do lado esquerdo, sempre auxiliado pelas chegadas de Caio Henrique, o time teve algumas oportunidades, como em chute de Marcos Paulo por cima da trave após drible em Manoel ou uma finalização de fora da área de Nenê, com força, que obrigou Cássio a se esticar todo para defender. Foi um Flu com mais volume de jogo e iniciativa. No segundo tempo, o gol do Corinthians no melhor momento do Fluminense fez Oswaldo lançar seu time para frente. E justamente uma opção do treinador, Pablo Dyego, quem marcou.

Corinthians sem afobação

Mateus Vital teve boa chance após saída errada de Muriel ainda no primeiro tempo da partida - Thiago Ribeiro/AGIF
Mateus Vital teve boa chance após saída errada de Muriel ainda no primeiro tempo da partida
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Apesar do volume de jogo tricolor ser maior, o Corinthians foi quem teve as chances de gol mais claras. Aos 21 minutos do primeiro tempo, um lançamento de Pedrinho encontrou Vagner Love, que finalizou de primeira, no ar. Muriel, no meio do caminho, conseguiu a defesa. O goleiro também impediu outra chance corintiana, após ele próprio sair jogando errado e dar a bola no pé de Mateus Vital, que finalizou para boa intervenção. O time do técnico Fábio Carille teve calma para levar o jogo, não se afobou, e teve em Pedrinho a chave de seu jogo, com movimentação e tentando confundir a marcação. Além do gol, é claro. Ainda houve um gol impedido de Matheus Jesus, após ajeitada de Gustavo, já nos acréscimos.

Gol em momento-chave: a cronologia do jogo

O primeiro tempo foi de boas chances de gol. A primeira de Nenê, aos dez minutos, que Cássio espalmou com dificuldade. O Corinthians reagiu 11 minutos depois, com boa defesa de Muriel em finalização de Vagner Love. O goleiro agiu de novo em chute de Mateus Vital aos 41.

Pedrinho fez o primeiro gol da partida aos nove minutos do segundo tempo. Após roubar a bola pela esquerda, Danilo Avelar lançou Clayson na corrida. O ponta aproveitou o contra-ataque, invadiu a área e tentou servir Pedrinho no segundo pau. Porém, a bola desviou em Igor Julião, passou por Digão e sobrou fácil para Pedrinho concluir a gol. O Corinthians encontrava dificuldades naquele momento do jogo. O empate do Fluminense rolou aos 37 minutos do segundo tempo, após falta cobrada por Nenê e cabeceio de Pablo Dyego. Houve sete minutos de checagem deste lance no VAR e o gol foi validado.

De olho nos meninos

André Jardine, técnico das seleções brasileiras sub-20 e olímpica, marcou presença no Maracanã ontem. Ele convocou recentemente Allan (Fluminense) e Pedrinho (Corinthians) para amistosos da equipe sub-23 nos dias 5 e 9 de setembro, contra Colômbia e Chile. Há vários outros jogadores no radar, a exemplo de Caio Henrique e Mateus Vital, de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 x 1 CORINTHIANS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 29 de agosto de 2019 (quinta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Competição: Copa Sul-Americana (quartas de final)
Árbitro: Diego Haro (Peru)
Assistentes: Victor Raez e Coty Carrega (ambos do Peru)
Árbitro de vídeo: Mauro Vigliano (Argentina)
Cartões amarelos: Yony González, Ganso, Pablo Dyego (FLU); Gabriel, Gil, Danilo Avelar (COR)
Público e renda: 57.703 pessoas (53.237 pagantes); R$ 2.339.750,00

GOLS: Pedrinho (COR), aos 9/2ºT; Pablo Dyego (FLU), aos 37/2ºT.

FLUMINENSE: Muriel; Igor Julião, Digão, Nino e Caio Henrique; Allan, Daniel (João Pedro) e Ganso (Pablo Dyego); Nenê, Marcos Paulo (Wellington Nem) e Yony González. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Gabriel; Pedrinho (Ramiro), Júnior Urso, Mateus Vital (Gustavo) e Clayson (Matheus Jesus); Vagner Love. Técnico: Fábio Carille.

Mais Esporte