Topo

Scarpa vê comparação "injusta" com Roberto Carlos após golaço no Palmeiras

Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras contra o Grêmio - Pedro H. Tesch/AGIF
Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras contra o Grêmio Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

22/08/2019 14h30

O meia Gustavo Scarpa fugiu de comparações pelo golaço que marcou contra o Grêmio, definindo a vitória por 1 a 0 no jogo de ida das quartas de final da Libertadores. Em entrevista coletiva hoje na Academia de Futebol, CT do Palmeiras, o jogador disse que é até injusto colocá-lo no patamar de nomes como Roberto Carlos e Branco, conhecidos pela força no chute, como lembrou a Fifa em seu site oficial.

"É injusto com eles e comigo também", brincou "É uma comparação forte, porque eles são caras acima da média na força do chute. Eu fui muito feliz, mas os caras faziam isso sempre. Apesar de eu fazer belos gols, esse chute de muita força e de muito longe acho que foi a primeira ou a segunda, talvez. Injusto comigo, porque os caras são monstros. Estou buscando meu espaço, mas tem que comer muito arroz com feijão ainda".

A pancada de Scarpa aconteceu em uma cobrança de falta a cerca de 30 metros de distância. Ele recebeu uma bola rolada de Marcos Rocha e acertou um chute fortíssimo no ângulo do goleiro Paulo Victor, que não conseguiu reagir a tempo e afirmou depois que nem chegou a ver a bola. Apesar do golaço, o meia palmeirense afirmou que não vê vantagem sua na briga por uma vaga no time.

"É complicado falar sobre titularidade, porque o professor (Felipão) tem bastante opção em todas as posições. Então acabo não me preocupando se serei considerado titular ou não. Até porque os que às vezes não são considerados titulares vão jogar um jogo de Brasileirão, que é um excelente campeonato. Não fico me preocupando muito com isso, espero receber oportunidade e aproveitá-las", avaliou.

O Palmeiras não joga nesse final de semana porque teve o confronto com o Fluminense adiado pela CBF para 10 de setembro, por conflito de datas com os dois clubes. O elenco se reapresentou hoje após um dia de folga e terá tempo para treinar e se preparar para a partida de volta contra o Grêmio, que acontece na próxima terça-feira (27), no Pacaembu.

"É diferente a gente passar o fim de semana treinando, sem jogos. É bom porque a gente pode treinar algo mais específico em relação ao Grêmio. Claro que a gente sempre gosta de estar jogando, é melhor jogar do que treinar, mas a gente vê com bons olhos. É aproveitar para ver onde errou, onde pode melhorar, e tenho certeza de que vai ser proveitoso para a gente", disse Scarpa.