Topo

Vascaínos atingem em 2 dias meta de "vaquinha" para Colégio Vasco da Gama

Alunos do Colégio Vasco da Gama estão sem aulas por conta de luto e greve dos professores - Carlos Gregório Júnior / Site oficial do Vasco
Alunos do Colégio Vasco da Gama estão sem aulas por conta de luto e greve dos professores Imagem: Carlos Gregório Júnior / Site oficial do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/08/2019 10h55

A torcida do Vasco mostrou sua força solidária e, em apenas dois dias, bateu a meta de R$ 70 mil estipulada pela "vaquinha online" criada para ajudar a pagar os salários atrasados dos professores do colégio Vasco da Gama, que estão em greve por causa da situação.

Os organizadores estão em diálogo com a diretoria cruz-maltina para efetuar a doação, mas caso haja algum tipo de imbróglio, os mesmos exercerão o pagamento mediante sindicato dos professores do Rio de Janeiro.

Vale salientar que a campanha segue aberta até o dia 15 de agosto e todo o dinheiro excedente será investido em melhorias estruturais da instituição de ensino que atende atletas menores de idade do clube em São Januário.

Segundo o site que hospeda a vaquinha, a verba é liberada entre 15 e 20 dias após o término do prazo.

Os professores do colégio alegam estarem com três meses de salários atrasados. A verba de R$ 70 mil cobrirá o débito sem contar com os impostos.

No início do ano, o Vasco optou por rescindir um contrato com o sistema de ensino GPI, que administrava toda a gestão do colégio.

Xodó dos vascaínos, o Colégio Vasco da Gama formou, entre outros, jogadores como Philippe Coutinho, Alex Teixeira e Alan Kardec.

Vasco