PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Neymar se emociona ao relembrar goleada por 6 a 1 sobre o PSG

Messi e Neymar comemoram classificação do Barça contra o PSG em 2017 - Xinhua/Hollandse-Hoogte/ZUMAPRESS
Messi e Neymar comemoram classificação do Barça contra o PSG em 2017 Imagem: Xinhua/Hollandse-Hoogte/ZUMAPRESS

Do UOL, em São Paulo

09/08/2019 19h17

Há cerca de um mês, Neymar causou uma polêmica na França ao afirmar que o melhor momento da carreira foi a goleada por 6 a 1 do Barcelona justamente sobre o seu atual clube, o Paris Saint-Germain, nas oitavas de final da Liga dos Campeões de 2016/17. Hoje (9), o atacante brasileiro voltou a falar sobre o tema e se emocionou ao relatar a partida.

"Eu não estava chorando, estava na lua! Foi uma loucura. Nunca tinha visto o Camp Nou assim. Depois do sexto gol, a explosão de alegria foi enorme, tanto para os jogadores, como para os torcedores. Não acredito que possa voltar a viver algo assim de novo", relembrou Neymar em entrevista à DAZN.

O camisa 11 recordou ainda que sempre acreditou na vitória do Barcelona, apesar da derrota por 4 a 0 no jogo de ida, e que prometeu a dois amigos antes do jogo que marcaria dois gols.

"Nós não sabíamos se passaríamos para a fase seguinte, mas sabíamos que iríamos ganhar, porque nosso time ia jogar muito bem lá. Marcamos os primeiros gols rapidamente. Fomos com 2 a 0 para o intervalo, precisando de mais dois gols. Aquela equipe era diferente. Quando Messi marcou o terceiro depois de um pênalti que fizeram em mim, a torcida estava incendiada e nós pensamos: 'Vamos passar'".

Na sequência, Cavani diminuiu para 3 a 1, mas o Barça não existiu. E foi Neymar que marcou o quarto e quinto gols, que mantiveram a equipe viva na partida. O quinto, inclusive, foi um pênalti, sofrido por Luis Suárez, e que Lionel Messi deixou o brasileiro cobrar. "Ia dar a bola para o Leo, mas ele me disse para cobrar. Depois do jogo, perguntei por que ele me deixou bater e ele me disse: 'Senti que naquele momento você marcaria o gol, que estava mais seguro'".

E o 6 a 1, que selou a classificação histórica, saiu de uma assistência do próprio Neymar: "O gol mais surpreendente foi o do Sergi Roberto. Foi o gol que nos fez passar, que será recordado na história e fico feliz de ter dado a assistência, mas o gol dele foi especial. Foi aí que o Camp Nou explodiu", concluiu.

Futebol