PUBLICIDADE
Topo

Zagueiro, graduado e empreendedor: Aguilar tem marca própria na Colômbia

Felipe Aguilar, zagueiro do Santos, com funcionário de sua barbearia na Colômbia - Reprodução/@sportbarbercolombia
Felipe Aguilar, zagueiro do Santos, com funcionário de sua barbearia na Colômbia Imagem: Reprodução/@sportbarbercolombia

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

02/08/2019 04h00

Cada dia mais se firmando como um dos melhores zagueiros do Campeonato Brasileiro, Felipe Aguilar, do Santos, é diferente da maioria dos atletas de futebol. Além de jogar, ele fez faculdade de administração de empresas, se formando recentemente, e também é empreendedor: o defensor tem sua própria marca na Colômbia.

Trata-se da "Sport Barber", uma barbearia localizada em Medellin, na Colômbia, que é gerenciada pelo pai do zagueiro e que tem a própria marca de produtos para cabelo

"É um lugar onde as pessoas cortam cabelo, fazem limpezas faciais e também vendemos nossos produtos. A marca Felipe Aguilar. Temos cera capilar, spray e sabão corporal. A ideia surgiu de um negócio familiar mesmo. Vimos que não havia muito crescimento desse negócio na Colômbia", explicou com exclusividade ao UOL Esporte.

Aguilar não pensa em viver da barbearia no futuro. Ele afirma que sua graduação ajuda na administração do negócio, mas quer seguir estudando e ficar no futebol quando pendurar as chuteiras. Mas, claro, pensa em expandir a marca.

"Não penso em viver desse negócio. Tenho outros planos de estudar a parte administrativa do futebol. Mas pode ser uma ponte do futuro se crescer em Medellín. Será bem-vindo. (A faculdade) Ajuda, são contas para manusear, temas para abordar que têm a ver com minha carreira. Alguns conceitos podem ser aplicados. Temos uma unidade em Medellín, mas se o negócio crescer a ideia é montar outros espaços", afirmou.

Apesar de não dar nome à barbearia, o zagueiro, como não poderia ser diferente, é a cara do negócio. Além atrelar a publicidade à sua carreira no futebol, o local é decorado com camisas dos clubes onde o defensor já passou, e outras.

"Eu faço publicidade, muita gente sabe por mim, mas muita gente não. Estamos nesse processo de crescimento, que conheçam e possam se cuidar ali", torce.

Santos