Topo

Esporte


Quanto os gigantes da Europa já gastaram nesta janela de transferências

Hazard é apresentado pelo presidente do Real Madrid, Florentino Pérez - Leonardo Prieto/Action Plus/Getty Images
Hazard é apresentado pelo presidente do Real Madrid, Florentino Pérez Imagem: Leonardo Prieto/Action Plus/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/07/2019 04h00

A janela do futebol europeu é conhecida por sempre movimentar muito dinheiro. Dessa vez, não está sendo diferente. Mesmo com tempo para as equipes se reforçarem, diversas transações astronômicas já foram realizadas.

O UOL Esporte selecionou as principais equipes do futebol europeu e somou as compras feitas até o momento no mercado da bola. Confira abaixo:

LLuis Gene/AFP
Imagem: LLuis Gene/AFP

Campeonato Espanhol

Atlético de Madri, Barcelona e Real Madrid não mediram esforços para reforçar suas equipes para a próxima temporada. A equipe colchonera gastou 243,5 milhões de euros (cerca de R$ 1 bilhão na cotação atual), e o principal nome é João Félix: o atacante custou cerca de R$ 529 milhões.

Já o Real precisava dar uma resposta a sua torcida depois de uma temporada muito ruim, foi ao mercado e gastou 1,2 bilhão. O belga Eden Hazard é o principal contratação até o momento.

O Barcelona teve uma temporada frustrada por não conseguir conquistar a Liga dos Campeões. Assim, trouxe um nome de peso para o ataque: Antonie Griezmann. Até o momento, a diretoria catalã gastou R$ 993 milhões.

Lindsey Parnaby / AFP
Imagem: Lindsey Parnaby / AFP

Campeonato Inglês

A liga inglesa, conhecida por movimentar muito dinheiro em toda janela anda discreta. A maior contratação até o momento foi do Manchester City, que conseguiu o meio-campista Rodri por 70 milhões de euros (R$ 293 milhões). No total, os Citizens gastaram 90 milhões de euros (R$ 355 milhões).

Para efeito de comparação, o Manchester United gastou apenas 72 milhões de euros (R$ 302 milhões), quase o mesmo valor de Rodri.

O Chelsea exerceu a opção de compra do meio-campista Kovacic, por 45 milhões de euros (R$ 188,9 milhões). E o Arsenal, apenas 36,7 milhões de euros (R$ 154 milhões) até o momento.

O que menos gastou entre as grandes equipes foi o Liverpool. Os Reds contrataram apenas Sepp Van de Berg, por 1,9 milhão de euros (R$ 7,9 milhões). Os atuais campeões da Europa ainda se movimentam no mercado em busca de um nome para o ataque.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Campeonato Alemão

Protagonistas no futebol alemão, Bayern de Munique e Borussia Dortmund foram equipes ativas no mercado. A equipe bávara gastou 118 milhões de euros (R$ 494 milhões) e tem como principal aquisição o defensor francês Lucas Hernández, já o Dortmund gastou 127,5 milhões (R$ 534 milhões) e tem o irmão de Hazard, Thorgan, como destaque.

Divulgação/Juventus
Imagem: Divulgação/Juventus

Campeonato Italiano

A Juventus é dominante no futebol italiano e nada mais normal que também ser a equipe da Itália mais ativa. Um dos 'pedidos por Cristiano Ronaldo' chegou em Turim: o zagueiro holandês De Ligt, que custou R$ 361 milhões. No total, foram gastos 151,1 milhões de euros (R$ 635 milhões).

Divulgação/PSG
Imagem: Divulgação/PSG

Campeonato Francês

Conhecido por gastar valores absurdos no mercado, o PSG colocou o pé no freio e não torrou tanto assim nesta janela. Até o momento, foram gastos 50 milhões de euros (R$ 209 milhões), e o principal nome foi o meio-campista Ander Herrera, que chegou sem custos vindo do Manchester United.

Mais Esporte