PUBLICIDADE
Topo

Final da Copa América vira "clássico Lava Jato/Odebrecht" para Sérgio Moro

Presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro irão à final da Copa América - Alex Farias/PhotoPress/Folhapress
Presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro irão à final da Copa América Imagem: Alex Farias/PhotoPress/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

07/07/2019 13h31

Classificação e Jogos

O Ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro usou a final da Copa América, que será disputada entre Brasil e Peru neste domingo, às 17h no Maracanã, para falar sobre o combate à corrupção. Em seu Twitter, o ex-juiz comparou a disputa futebolística com os casos Lava Jato e Odebrecht em que os dois países tiveram atuação ativa.

"Brasil e Peru fazem, na Copa América, o clássico da Lava Jato/Caso Odbrecht. Foram os dois países da AL que mais agiram, em processos criminais, contra a corrupção. Houve intensa cooperação do Brasil com o Peru. Os dois países ganharam. Pena que no futebol só um pode ganhar", postou em sua rede social, compartilhando um tuíte do presidente Jair Bolsonaro sobre a partida".

Moro menciona a Operação Lava Jato em andamento na Polícia Federal que apura um esquema de lavagem de dinheiro que movimentou bilhões de reais em propina no Brasil. E cita também o Peru. Ele considera que o país teve atuação ativa na operação de rastrear a corrupção que a empreiteira Odebrecht admitiu espalhar por países da América do Sul. Procuradores que atuaram na Lava Jato já relataram que a investigação peruana conseguiu avanços nas apurações do esquema no país ao usar a cooperação internacional com o Ministério Público Federal (MPF) brasileiro.

Sérgio Moro demonstra interesse especial na final. Ele estará presente na final no Maracanã ao lado do presidente da República Jair Bolsonaro. Os dois estarão acompanhados de mais oito ministros entre eles o ministro da Economia Paulo Guedes.

Futebol