Topo

Futebol


Scaloni confirma Argentina, e Queiroz quer Colômbia "ao lado dos melhores"

Carlos Queiroz, técnico da seleção da Colômbia, é português e fará sua estreia em partidas oficiais - Gabriel Carneiro/UOL
Carlos Queiroz, técnico da seleção da Colômbia, é português e fará sua estreia em partidas oficiais Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Gabriel Carneiro

Do UOL, em Salvador

14/06/2019 19h09

Os treinadores das seleções da Argentina e da Colômbia concederam entrevistas coletivas hoje à noite, na Arena Fonte Nova, onde seus times estreiam na Copa América amanhã, às 19h, pelo Grupo B. Ambos comandaram apenas amistosos até agora, e no Brasil irão estrear em competições oficiais.

VEJA TAMBÉM

Scaloni abriu a conferência confirmando a escalação que mandará a campo em sua renovada seleção: Armani; Saravia, Pezzella, Otamendi e Tagliafico, Lo Celso, Guido Rodríguez, Paredes, Messi, Aguero e Di María. São apenas três novidades em relação ao time que goleou a Nicarágua no amistoso de preparação para a Copa América e nada fora do esperado. A Argentina realizou quatro treinamentos no Brasil, todos no estádio do Barradão, e com no máximo 15 minutos abertos à imprensa.

Scaloni é técnico da seleção argentina desde o fim da Copa do Mundo da Rússia - Reprodução/Twitter
Scaloni é técnico da seleção argentina desde o fim da Copa do Mundo da Rússia
Imagem: Reprodução/Twitter

"Em um campeonato como esse não tem adversário fácil. A Colômbia tem coisas muito boas e tomaremos cuidado, mas temos que fazeer nosso jogo. Somos um time em que todos trabalham, do primeiro ao último jogador sabem o que têm que fazer dentro do campo (...) Eu quero que as pessoas se sintam identificadas com este time", bradou o técnico da Argentina, que foi auxiliar de Jorge Sampaoli, hoje no Santos, na última Copa do Mundo.

Já o português Carlos Queiroz não confirmou a escalação da Colômbia para o confronto de abertura da Copa América. "O mais importante é que os jogadores sabem o que fazer amanhã, teremos a identidade da Colômbia e nada mais, independentemente de a Argentina ter divulgado sua escalação. Todas as seleções têm algo mais a mostrar adiante, inclusive durante a competição. Amanhã é o primeiro tempo de um jogo de três tempos. Temos que ser inteligentes e dar de tudo dentro de campo", afirmou o estreante, que disse estudar o futebol sul-americano.

"Tenho estudado muito as competições sul-americanas. A Copa América é a mais antiga e mais difícil competição continental. São 45 edições, 15 copas do Uruguai, 14 da Argentina e oito do Brasil, que sempre que jogou em casa ganhou. E nós, com muita confiança tentando entrar entre os melhores. É o sonho que temos também. São motivações, coisas que nos atraem, queremos estar com eles lado a lado. Sempre foi um sonho para mim treinar na América do Sul pela qualidade dos jogadores. É um lugar onde o futebol é mágico, há muita técnica, fantasia e criatividade. Para mim é uma honra", disse o português treinador da seleção campeã só uma vez.

"Responsabilidade para mim e para todos os jogadores. Cada partida oficial é um passo adiante para sempre sermos melhores. Jogar futebol com confiança, com tranquilidade. E aproveitar. É uma partida para aproveitar."

Mais Futebol