Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Como uruguaio surpreende Carille e pode fazer Danilo Avelar atacar mais

Bruno Méndez foi bem contra o Cruzeiro e tem chances de ser mantido improvisado no clássico contra o Santos - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Bruno Méndez foi bem contra o Cruzeiro e tem chances de ser mantido improvisado no clássico contra o Santos Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

11/06/2019 04h00

Bruno Méndez já é visto com novos olhos no Corinthians após deixar ótima impressão na estreia, no último sábado (8). O uruguaio foi improvisado como lateral e se destacou com desarmes, agora é mantido na função por Fábio Carille e pode até ser o motivo de uma mudança de estratégia do treinador para que Danilo Avelar ataque mais.

Méndez entrou no jogo contra o Cruzeiro porque Michel Macedo sofreu lesão ainda aos 18 minutos. Em campo, cortou quatro bolas e interceptou três, além de ganhar nove dos 12 duelos individuais que disputou. Foram números surpreendentes, não pela qualidade do uruguaio, que já era de conhecimento da comissão técnica, mas pelo nível apresentado mesmo em uma posição pouco comum, na lateral.

O bom desempenho garantiu a manutenção do uruguaio na função, porque Michel não tem condições de enfrentar o Santos amanhã, na Vila Belmiro. Fagner está com a seleção brasileira, e Carille não tem um terceiro jogador de origem para a lateral direita, por isso é Méndez quem se apresenta como solução temporária. Neste cenário, o Corinthians pode até ter uma nova estratégia ofensiva no último jogo antes da parada da Copa América.

Originalmente o plano do Corinthians é ter Fagner agudo em uma das laterais, sempre presente na armação de jogadas, enquanto Avelar sobe menos do outro lado. Desta forma segue à risca uma espécie de mandamento do futebol: enquanto um lateral sobe, o outro fica. Sem Fagner esta ideia já muda bastante, e sem Michel a mudança de planos torna-se quase obrigatória.

Bruno Méndez naturalmente não tem grandes inspirações ofensivas, afinal é zagueiro, e sua escalação na direita pode fazer Carille inverter a estratégia e dar maior liberdade ao lateral esquerdo. Isso pode inclusive criar maior volume de jogo por aquele lado, beneficiando o atacante que jogasse naquela ponta (Clayson ou Everaldo).

Santos e Corinthians sobem ao gramado da Vila Belmiro às 21h30 (de Brasília) de amanhã, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente o Timão ocupa o décimo lugar com 12 pontos (e um jogo a menos), enquanto o Peixe é o vice-líder com 17.