Topo

Futebol


Grêmio encontra Roger pela segunda vez com time e jogo bem diferentes

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

01/06/2019 04h00

O Grêmio visita o Bahia, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro, em jogo que tem ingrediente extra. Hoje (1), em Salvador, o time gaúcho reencontra Roger Machado pela segunda vez desde que o treinador deixou Porto Alegre, em setembro de 2016. Fundamental no processo de quebra de paradigma no jeito de jogar do clube, o técnico vai se deparar com um time bem diferente. Nos nomes e também no jeito de jogar.

Bahia e Grêmio se enfrentam no estádio Pituaçu, às 19h (horário de Brasília).

Roger deixou o Grêmio em setembro de 2016, mas continuou no clube em forma de ideia. Os conceitos aplicados por ele seguiram no vestiário até o final daquela temporada. No ano seguinte, também houve forte presença de um legado tático do ex-lateral esquerdo.

Renato Gaúcho, por sua vez, aprimorou processos, transformou momentos e mudou nomes. Injetou ânimo, deu estofo psicológico. Lançou Arthur, preterido por Roger Machado durante meses e mais do que isso: deixou o Grêmio mais ofensivo. Vertical ao extremo.

Em 2018, Roger encontrou o Grêmio pela primeira vez desde a saída do clube e venceu. No comando do Palmeiras, ele liderou a vitória por 2 a 0 dentro da Arena do Grêmio.

Naquela partida, 11 jogadores gremistas eram remanescentes do trabalho realizado em 18 meses. Agora, são apenas sete os jogadores do Grêmio que trabalharam com Roger Machado. E apenas dois estarão no estádio: Rafael Galhardo, lateral do time de 2015, e Pedro Geromel.

O número de atletas remanescentes da 'era Roger' ajuda a exemplificar a mudança do Grêmio dentro dele mesmo. O futebol envolvente a partir de toques curtos, com laterais explorando o corredor interno e ataque flutuante tem perdido força.

Ao longo da atual temporada, o Grêmio sofreu diversas vezes por jogar sem intensidade. Goleou com o brilho de individualidades, mas também apresentou lampejos de bom futebol. Com a circulação de bola que marcou o estilo de jogo do time, com Roger e Renato depois.

"O Grêmio nunca mudou o jeito de jogar. O problema é que nossos atacantes são bem marcados", minimizou Renato Portaluppi.

Reconhecendo as transformações ou não, o Grêmio que visita o Bahia e revê Roger Machado não é mais o mesmo. De antes. Para o bem e para o mal.

FICHA TÉCNICA
BAHIA X GRÊMIO

Data e hora: 01/06/2019 (sábado), às 19h (de Brasília)
Local: estádio Pituaçu, Salvador (BA)
Transmissão na TV: PPV
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Helcio Araujo Neves (PA)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Elton (Eric Ramires) e Douglas Augusto; Élber, Artur (Arthur Caíke) e Gilberto
Técnico: Roger Machado

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Rodrigues e Juninho Capixaba; Michel, Rômulo (Thaciano), Thaciano (Montoya), Jean Pyerre e Pepê; Felipe Vizeu
Técnico: Renato Gaúcho

Futebol